Geralmente, um processo seletivo apresenta diversas etapas. Cada uma delas tem a sua importância na formação de uma equipe engajada e produtiva. Nesse sentido, o teste de raciocínio lógico pode ser um grande aliado.

Por meio desse exame, o recrutador consegue captar a capacidade analítica e racional do candidato. Assim, é possível ter mais dados para auxiliar na avaliação de suas habilidades e se ele é adequado ou não para a vaga.

Quer saber o que é essa avaliação e como ela funciona? Neste post, você entenderá mais sobre o teste de raciocínio lógico.

Acompanhe!

O que é o teste de raciocínio lógico?

Antes de entender o que é o teste de lógica, é interessante saber exatamente o que é o raciocínio lógico. Ele se refere à maneira coerente de organização do pensamento. Dessa forma, permite que a pessoa resolva um problema ou chegue a uma conclusão de modo racional.

Sendo assim, o teste de raciocínio lógico é uma avaliação das capacidades cognitivas do indivíduo. Por isso, é elaborado para que o avaliador possa quantificar a habilidade do avaliado em interpretar sequências numéricas, padrões ou relacionamento entre formas.

Esse exame é utilizado em processos seletivos com a intenção de compreender as competências que o candidato apresenta para entender questões, tomar decisões e responder perguntas de forma coesa.

Ademais, por agir como uma simulação, os resultados podem indicar como seria a postura do pretendente à vaga e sua linha de pensamento em uma situação real.

Como funciona?

Agora que você já sabe o que é um teste de lógica, é importante entender como ele funciona. Primeiramente, saiba que existem diferentes tipos de teste, sendo o mais comum o numérico. Nesse caso, ele é semelhante aos problemas de matemática, com grau de dificuldade maior.

Ademais, na maioria das vezes, ele não se trata apenas de fazer um cálculo, mas de interpretar a informação. Dessa maneira, as operações mais utilizadas para resolver essas questões são regra de 3, progressão aritmética e juros.

Há também o teste verbal, formado por perguntas baseadas em passagens curtas conhecidas como estímulos. Cada uma dessas passagens apresenta um argumento — conclusão embasada em evidências conforme um fato apresentado.

Desse modo, o candidato deve sinalizar qual das alternativas está errada ou certa segundo a lógica determinada. Por fim, existe o teste diagramático. Nele, diferentes figuras são apresentadas para que o candidato consiga identificar o padrão de repetição.

Por essa razão, é necessário que o indivíduo preste muita atenção aos formatos, orientações e cores. Embora pareça simples, esse é um teste projetado para avaliar a capacidade cognitiva dos candidatos.

Em relação à duração do teste, ela é propositalmente curta. Porém, há tempo suficiente para que seja possível realizá-lo. Afinal, ele também tem a intenção de analisar como o candidato age sob pressão. Como essa situação pode ser recorrente em uma empresa, essa avaliação é importante.

Quais são as vantagens de aplicar na empresa?

Após entender como funciona o exame, você pode se perguntar quais são as vantagens de aplicá-lo na seleção da sua empresa. A princípio, o funcionário com boa competência de raciocínio lógico é um profissional mais tático e tende a ter bons resultados nas atividades.

Entretanto, isso não é possível avaliar somente com a análise curricular e entrevista com o candidato. Tendo isso em vista, o teste de lógica permite que o recrutador identifique essas habilidades no profissional.

Além disso, contratar um colaborador de forma estratégica significa ter um funcionário com capacidades mais direcionadas às necessidades da empresa e da vaga. Com isso, surgem diversas vantagens que fazem a diferença no sucesso da equipe e do negócio, como:

  • redução do turnover;
  • atração e retenção de talentos;
  • melhora no clima organizacional;
  • aumento da produtividade;
  • manutenção de uma equipe proativa;
  • tomadas de decisão mais acertadas;
  • agilidade na resolução de problemas sob pressão.

Como aplicar o teste de raciocínio lógico?

Ao saber o que é, como funciona e quais as vantagens de aplicar o teste de lógica em sua empresa, é provável que queira entender como aplicá-lo. Inicialmente, é importante pensar no conforto do candidato para que fatores externos não o atrapalhem durante a avaliação.

Portanto, o teste de raciocínio lógico deve ser empregado em um ambiente arejado, silencioso e confortável. Feito isso, é interessante pensar no processo de recrutamento de maneira geral, refletindo sobre alguns pontos, como:

  • Quais são as vagas preenchidas nesse recrutamento?
  • Qual é o nível requerido dos candidatos?
  • Quais são as etapas do processo seletivo?

Na sequência, você já pode dar início à elaboração do teste de raciocínio lógico em sua empresa a partir dos seguintes passos:

Defina as estratégias

Existem algumas possibilidades de realização do teste de lógica. Portanto, é necessário definir as estratégias a partir dos pontos de reflexão que você viu. Por exemplo, em qual momento a avaliação será aplicada: no início, como um filtro superficial, ou nas fases finais do processo de recrutamento?

Se for a primeira opção, é possível aplicá-la online mesmo, usando um sistema para que os candidatos acessem o teste de onde estiverem. Já na segunda, é necessária a realização do teste de maneira presencial.

Isso porque o avaliador precisa monitorar elementos além das respostas, como as expressões corporais durante o teste. Dependendo das características do cargo, o ambiente pode ser preparado para replicar as situações comuns no dia a dia na empresa.

Elabore as questões

Ao elaborar as questões para um teste de raciocínio lógico, a intenção é avaliar as capacidades cognitivas do candidato. Para isso, elas devem ser criadas de modo a gerarem dúvidas nos avaliados, mas não devem levar a interpretações ambíguas.

Portanto, as questões podem gerar confusão, mas a resposta certa deve ser única. Assim, não abre margem para reclamações posteriores e outros problemas relacionados ao teste.

Utilize tecnologia

A tecnologia veio para simplificar o dia a dia, melhorando a forma com que fazemos as atividades. No processo seletivo, isso não é diferente. É possível encontrar sistemas de apoio ao recrutamento e seleção que facilitam o procedimento.

Sendo assim, os testes de lógica feitos a partir desses programas apresentam o resultado de maneira mais rápida, otimizando o tempo do recrutador. Outra funcionalidade interessante é a possibilidade de parametrizar os testes.

Por exemplo, colocar pesos diferentes para as questões mais difíceis, monitorar o tempo usado para cada resposta ou identificar as pessoas que acertaram determinadas questões. Tudo isso de maneira automatizada.

Ao longo do conteúdo, você conferiu o que é o teste de raciocínio lógico e como ele pode ajudar a sua empresa no processo seletivo. Assim, ele pode trazer vantagens para o recrutamento e se tornar um aliado na contratação estratégica.

Você tem dificuldade em conversar com o colaborador sobre a sua avaliação do empenho dele? Então aproveite que está por aqui e saiba como dar o feedback!