Se você já percebeu que o marketing de conteúdo é uma estratégia relevante para conquistar novos clientes, já deve ter ouvido falar sobre a importância de criar conteúdo de valor, certo? E, nessa reflexão, deve ter se perguntado sobre o que é copywriting, uma das técnicas utilizadas com abundância no marketing.

Caso não tenha ouvido ainda, vamos explicar. Ao oferecer conteúdo relevante para seus potenciais clientes, o vendedor (ou a empresa) atrai as atenções dos leitores para sua solução. Além disso, cria laços mais próximos, que facilitam o engajamento e o interesse. Logo, elevam-se as possibilidades de venda.

Mas o copywriting possuem alguns segredos. Saber quais são e como aplicar as técnicas de copywriting, por exemplo, reflete totalmente no sucesso ou fracasso da estratégia.

A partir de agora você vai entender melhor o que é copywriting, conhecer algumas técnicas e desvendar como fazer uma copywriting matadora.

Boa leitura!

Copywriting para vendas: a escrita persuasiva que vende

Quando se fala em marketing de conteúdo, sabe-se que o foco da estratégia é o uso inteligente da escrita – seja através da criação de blogposts, e-books, infográficos, dentre outros.

Em todos os cenários que envolvem o copywriting, a preocupação é uma só: proporcionar estímulos para que o leitor efetue uma ação – ação esta que, quase sempre, está ligada a compra de um determinado produto.

Para tanto, no copywriting não basta apenas saber escrever. É preciso saber utilizar técnicas de persuasão, envolver o leitor, fazer com que ele visualize as vantagens proporcionadas pelo produto e, de fato, converter o potencial cliente em cliente.

É interessante salientar que uma copywriting matadora é aquela que leva o leitor a executar determinada ação. Caso isso não ocorra, provavelmente as estratégias de persuasão não foram utilizadas corretamente.

Ao chegar ao final do texto, o leitor deve ter a sensação de que necessita daquele produto e, caso não o adquira, poderá se arrepender. E este sentimento de urgência, que também é um dos gatilhos mentais utilizados em conteúdos atrativos, é o grande responsável pelo interesse e, consequentemente, decisão de compra.

Utilizar as melhores técnicas de copywriting, capazes de converter seus potenciais clientes, faz você vender mais!

O que não pode faltar em uma copywriting matadora?

Existem alguns elementos que devem ser inseridos nos textos cujo foco é a venda. Os elementos de copywriting estruturam o texto, delineando o caminho que levará o leitor a realização de determinada ação.

O primeiro elemento é o direcionamento total ao leitor. Ao iniciar a leitura do texto, ele deve ter plena convicção sobre o porquê de estar lendo aquele conteúdo. Como ele receberá essa mensagem? Através de promessas e condições, que deverão ser concluídas e cumpridas ao longo do conteúdo.

Outro ponto importante de uma copywriting para vendas é demonstrar uma motivação, um propósito. Definir um grande objetivo e, durante a escrita, oferecer pequenas partes deste objetivo prenderá a atenção do leitor.

Credibilidade também deve ser pauta de cartas de venda com técnicas de copywriter. Não há como negar que as pessoas dão mais credibilidade, por exemplo, ao serem expostas a outros clientes que já utilizar determinado serviço.

Sendo assim, uma boa maneira de usufruir deste elemento é inserir comentários, opiniões e avaliações. Pessoas compram baseando-se em resultados reais.

Ao se deparar com um conteúdo cujo foco é a venda, o leitor deve encontrar respostas que o façam sentir desejo pela compra. Dito isso, é de extrema importância que uma copy faça perguntas estratégicas e, durante todo o conteúdo, seja direcionado sobre como, quando e onde a solução oferecida poderá trazer tais respostas.

Abusar das afirmações também é um elemento super importante no copywriting para vendas. Ser bem específico nas afirmações gera confiança. E um leitor confiante quase sempre se transforma em um cliente fiel!

Técnicas de copywriting simples, mas que você precisa conhecer

Conheça algumas técnicas que dão resultados positivos e aprenda, de uma vez por todas, como fazer copywriting!

Aposte em títulos atrativos

Se o leitor não se interessar pelo título de sua copy, provavelmente ele não prosseguirá com  leitura. Sendo assim, direcione um tempo maior para a escolha do seu título.

O ideal é que ele traga alguns pontos como:

  • Números no início do título;
  • Perguntas curiosas e que gerem reflexão;
  • Impessoalidade, que pode ser obtida através do uso de ‘’você’’;
  • Adjetivos que tornem o título agradável.

Facilite a leitura

Você já ouviu falar em escaneabilidade? É uma estratégia utilizada para a produção de conteúdo, onde o foco é manter a legibilidade do texto.

Ou seja, é utilizada para manter as informações bem organizados, em parágrafos e frases mais curtas, facilitando a leitura apenas como uma ‘’passada de olhos’’.

Além destes atributos, um texto escaneável pode ser obtido com o uso de marcadores, listas, subtítulos e blocos de textos entre títulos com menos de 300 palavras.

Utilize exemplos e metáforas

Ao compreender o que é copywriting, é interessante saber que você apresentará um conteúdo para leitores com diferentes graus de instrução. Desta forma, é essencial tomar cuidado com conceitos muitos complexos, que podem não ser compreendidos.

No copywriting, o uso de metáforas e exemplos é muito bem-vindo. Afinal, ao compreender a mensagem de forma clara e precisa, as chances de o leitor se identificar com o conteúdo e, principalmente, prosseguir com a leitura, são bem maiores.

Priorizar um vocabulário diverso

Ao mesmo tempo em que as técnicas de copywriting estimulam a repetição de informações, você deve ficar atento quanto à repetição de palavras. A imagem que o conteúdo deve passar é de autoridade, ou seja, de um profissional – ou empresa – que possuem vastos conhecimentos. Logo, espera-se um vocabulário diversificado.

Sabemos que nem sempre, no ato da escrita, as melhores palavras vêm a mente. Uma boa saída é contar com o suporte de um dicionário de sinônimos. Acredite, ele será de grande valia!

Criar frases ativas

Se o intuito de um texto é vender, nada mais justo do que ele ser construído com o artifício das frases ativas, não é? Vamos explicar.

As frases ativas demonstram mais ação por parte do escritor. Além disso, tornam-se mais persuasivas e promovem uma reflexão positiva.

Veja os exemplos:

  • Neste conteúdo você descobrirá algumas dicas de como gerar novos leads.
  • Neste conteúdo você aprenderá a gerar novos leads.

Percebeu como a segunda opção é muito mais direta e ativa?

Desenvolver textos que atraem os leitores não são tão complicados de serem criados. Porém, somente surtem efeito se as técnicas de copywriting mais precisas forem utilizadas na estrutura do conteúdo.

Não é a toa que muitos gurus do marketing afirmam que um copywriting perfeito é quase metade do caminho de uma nova venda!

O que achou deste artigo? Você já conhecia o copywriting e sabia do seu potencial? Conte para nós nos comentários!