O trabalho de manutenção de uma marca online já exige um grande planejamento das estratégias de produção e divulgação do conteúdo. Para o aumento da visibilidade da imagem, captação de leads e fidelização de clientes, principalmente, tais estratégias bebem da fonte de outras áreas, como a neurociência, por exemplo.

Os gatilhos mentais, técnicas de persuadir o subconsciente de alguém, tem como base essa ciência e apresentam uma função muito importante para o marketing e aos negócios online. São vários os tipos de gatilhos mentais para vendas e as formas de utilização, podendo, inclusive, ser sutis de forma que o influenciado nem os percebem.

Uma vez que induzem de forma direta a nossa tomada de decisão, saber como manipular esses gatilhos é um forte instrumento para convencer as pessoas e gerar resultados para marketing e vendas.

Embora existam diversos desses gatilhos, cada um focado em uma meta  – como o da escassez e o da novidade – este artigo se aprofundará em um deles: o gatilho mental da urgência, apresentando o que é e para quê serve.

Boa leitura!

Gatilho mental da urgência: o que é

Como o próprio nome já aponta, este tipo de gatilho mental está associado ao fator tempo, isto é, até quando o produto ou serviço poderá ser adquirido. Dessa maneira, o objetivo do gatilho urgência é agilizar a compra, uma vez que o tempo do cliente está acabando.

O gatilho da urgência talvez seja o que mais estimula atitudes inconscientes no consumidores, pois ele restringe, pelo tempo, algo extremamente importante para os humanos, o poder decisão. É um gatilho muito efetivo porque uma das piores sensações para o ser humano é a impossibilidade de escolher.

Esta pode ser uma estratégia muito eficaz quando aplicadas à consumidores indecisos, que acessam o produto diversas vezes durante vários dias e continuam inseguros sobre a efetivação da compra. Desse modo, a sensação de urgência tira o cliente da inércia e o faz realizar a compra.

Normalmente, as ofertas são válidas por um certo período de tempo, o que aumenta as chances de venda, pois o consumidor, com medo de perder a oportunidade, age o mais rápido possível. A estratégia deve, no entanto, ser bem persuasiva para realmente atingir o público.

Exemplo de gatilho mental da urgência

Para um exemplo prático, pense na Black Friday – um grande sucesso dessa estratégia. Conforme o evento se aproxima, os consumidores já começam a se preparar para adquirir os produtos na data promocional. Afinal, quando terão uma próxima oportunidade de comprar por aquele preço?

No entanto, os gatilhos mentais apresentam diferentes usos no marketing, para além das vendas. Afinal, você precisa estruturas seu plano de ação a partir do seu funil de vendas. Talvez, então, seu objetivo ao produzir um conteúdo não seja a venda de produtos, mas sim a captação de leads.

Ainda assim, as estratégias de envolver o visitante de seu site a partir de seu subconsciente são válidas. Como sabemos, o gatilho mental da urgência se relaciona a um prazo que estabelece até quando o produto ou serviço pode ser adquirido.

Dessa forma, o gatilho de urgência é muito utilizado também na estratégia de captação de leads quando uma marca oferece um infoproduto – como aulas ou webinars – gratuitamente por um período de, por exemplo, uma semana.

Tal estratégia é muito eficaz quando envolve um infoproduto de valor ao desenvolvimento pessoal ou profissional de seu visitante. Aqui, o gatilho de urgência se une ao gatilho mental da reciprocidade. Basta que o usuário deixe seu e-mail na landing page durante o prazo limite e pronto: ele recebe o conteúdo e você ganha um potencial cliente.

As estratégias de gatilhos mentais devem, portanto, ser adequadas ao público e ao objetivo que você quer atingir. Devem também estar sempre acompanhadas de bons conteúdos.

Continue a leitura para conhecer algumas boas práticas para a produção de um bom gatilho mental para vendas.

Como usar o gatilho mental da urgência?

Como toda estratégia de marketing, além de conhecer o funcionamento e como ela afeta seu conteúdo, você deve entender as boas e as más práticas. Nesta seção, o artigo apresenta como usar o gatilho mental da urgência de modo a promover os melhores resultados a seus negócios.

1.   Seja claro

Tanto para vendas quanto para captação de leads, seja sempre claro nas informações que você concede ao público quando utiliza gatilhos mentais. Os consumidores são desconfiados. Assim, tente ser claro quanto aos motivos da promoção e, se possível, explique o porquê da limitação de tempo.

2.   Seja honesto

Lembre-se de nunca tentar enganar seu cliente. Só use o gatilho se a oferta, desconto, produto, oportunidade está realmente com o tempo acabando. Se esse não for o caso, existem outros gatilhos mentais que podem ser usados para aumentar suas conversões.

3.   Faça boas chamadas

O texto deve promover a sensação de urgência nos visitantes do seu site. Em caso de vendas, por exemplo, você deve anunciá-lo como se o produto ou serviço fosse, naquele exato momento, fundamental.

É importante, especialmente, que o título seja atrativo e cumpra também sua função de despertar o sentimento de urgência.

4.   Utilize diferentes recursos

Você pode utilizar diferentes recursos para chamar a atenção do consumidor à urgência da promoção.

O exemplo mais clássico é a presença de um cronômetro com a contagem regressiva até a data limite de disponibilidade da promoção. Isso desperta ainda maior sensação de que o produto precisa ser adquirido o mais rápido possível.

5.   Utilize diferentes canais para divulgação

O potencial de divulgação hoje é imenso com as estratégias de SEO para bom posicionamento dos blogs, mas especialmente graças às redes sociais. Assim, invista em diferentes canais para divulgar o post que contém seu gatilho mental. O público se encontra em diferentes plataformas, aproveite-se disso.

6.   Considere a plataforma para criar o gatilho

Por fim, seus gatilhos mentais podem estar em qualquer formato. Um dos principais pontos a analisar aqui é a plataforma que você está utilizando para a divulgação do conteúdo. O Instagram Stories, por exemplo, lhe dá a possibilidade de apresentar o gatilho mental em vídeo com acesso à uma landing page, por exemplo, com um simples toque.

No Feed do Instagram, por sua vez, o gatilho mental deve vir na arte publicada com maiores informações na legenda da foto. Portanto, considere onde seu conteúdo será veiculado e o comportamento dos usuários da plataforma.

Então, já entende o que é e como usar o gatilho mental para impulsionar suas vendas? Deixe seu comentário!