Entre os diversos desafios enfrentados por quem deseja empreender, está a possibilidade de falha de um produto ou serviço após o seu lançamento no mercado. Ou seja, a chance de que o negócio não obtenha o retorno desejado ou, até mesmo, precise arcar com prejuízos.

Mas você sabia que existem meios de prever isso antes mesmo do desenvolvimento do projeto? Por meio da análise de viabilidade de projetos, é possível compreender se dar andamento aos planos é uma boa escolha ou não.

Quer saber como adotar essa estratégia? Neste post, você entenderá como a análise de viabilidade de projetos pode fazer a diferença para o seu negócio!

O que é a análise de viabilidade de projetos e para que serve?

A análise de viabilidade de projeto consiste em um estudo cujo objetivo é avaliar diversos fatores e ponderar se vale a pena investir em um novo negócio ou em uma nova proposta para a empresa. Entre as questões observadas, estão:

  • aceitação de um produto ou serviço pelo público-alvo;
  • estimativa do retorno do projeto;
  • tamanho do mercado.

Essa avaliação é feita por meio de ferramentas e técnicas que ajudam a verificar a disponibilidade de recursos (financeiros e físicos) e oportunidades de ganhos. A partir desse estudo, também é possível prever o tempo de retorno do investimento.

Por exemplo, supondo o lançamento de um produto no mercado que exige um novo processo produtivo. A empresa deve considerar a compra de matérias-primas, de equipamentos adequados, a contratação de mão de obra especializada e outros fatores.

Essas medidas têm um custo e exigem uma dinâmica específica de produção. Desse modo, ao fazer a análise de viabilidade do projeto, a empresa tem uma base para considerar se o produto é viável e se é possível implementar a ideia com maior segurança.

Aliás, a análise de viabilidade pode ser usada não somente antes da fase de desenvolvimento do projeto, mas também em relação a empresas, produtos e serviços que já estão no mercado. Assim, pode-se verificar se geram o retorno esperado ou não.

Dessa maneira, a principal serventia da análise de viabilidade de projetos é evitar o desperdício de tempo, energia e dinheiro.

Quais os benefícios da análise de viabilidade de projetos?

Agora que você já sabe o que é a análise de viabilidade de projetos, entenderá quais são os benefícios de implementar esse estudo em sua empresa. Os principais são:

  • desenvolvimento de um plano estratégico mais efetivo;
  • otimização as tomadas de decisão sobre o negócio;
  • mensuração do retorno sobre o investimento (ROI);
  • previsibilidade sobre o futuro do projeto;
  • identificação de prejuízos e de lucro;
  • economia de recursos financeiros e tempo.

Como implementar na sua empresa?

Ao entender mais sobre os benefícios da análise de viabilidade de projetos, é provável que você se interesse em saber mais sobre como implementar esse estudo em sua empresa.

A seguir, veja quais são as principais etapas dessa análise!

Entender o mercado

Primeiramente, é necessário que você conheça o nicho de mercado em que o projeto será inserido. Dessa forma, procure saber quem são seus concorrentes diretos e indiretos, o que o seu público-alvo deseja e se o produto ou o serviço propostos podem solucionar as dores do seu cliente.

Para ajudar nessa reflexão, responda às seguintes perguntas:

  • Quem é o cliente ideal para o seu negócio?
  • Como o seu empreendimento, produto ou serviço gera valor para o seu consumidor?
  • Quais problemas o projeto pode resolver para o seu cliente?
  • Qual é o potencial para ganhos do seu produto para a empresa?
  • Qual é o ticket médio do produto do concorrente?
  • Qual é o diferencial competitivo do seu empreendimento?

Fazer a projeção das receitas

Após analisar o mercado, é o momento de projetar as receitas. Ou seja, prever o potencial de captação de dinheiro do seu negócio. Essa etapa é importante para atrair investidores, caso constate que o projeto é promissor.

Vale entender que ao fazer a projeção de receitas é imprescindível se lembrar dos cenários menos propícios. Afinal, todo negócio está sujeito a momentos com baixo nível de receita, então é essencial considerar esse fator.

Para elaborar essa projeção, é necessário que você conheça o volume de mercado o qual o seu negócio está inserido. Desse modo, conseguirá pré-definir uma porcentagem de clientes em potencial e, consequentemente, estimar o preço do produto ou serviço.

Fazer projeção de custos

Assim como a projeção de receitas, você deverá elaborar a projeção de custos. Nesse caso, deve-se incluir as despesas fixas e variáveis e estimar como e quanto elas podem variar ao longo dos próximos meses.

Por exemplo, se o seu projeto é abrir uma loja física ou uma filial, é comum precisar alugar um imóvel. Além dos custos relacionados à propriedade, é necessário prever o reajuste do aluguel e outros custos nos anos posteriores.

Fazer a projeção do fluxo de caixa

Pode-se definir o fluxo de caixa como uma ferramenta que permite uma melhor visualização das transações financeiras da empresa. Dessa maneira, ele consiste em registrar todas as entradas e saídas de dinheiro do negócio.

Por meio dele, é possível saber qual é o saldo, enxergar as oportunidades e entender onde captar recursos. Portanto, é importante elaborar a projeção do fluxo de caixa, fazendo a diferença entre as projeções de receita e de custos.

Analisar os indicadores

Por fim, existem alguns indicadores que devem ser analisados para entender se o seu projeto é viável ou não para a empresa. Entenda:

  • Taxa Mínima de Atratividade (TMA): é obtida por meio do cálculo do valor mínimo da possível remuneração de um investimento;
  • Valor Presente Líquido (VPL): traz para o presente os fluxos de caixa futuros do investimento. Assim, é possível estimar qual será o retorno do negócio nos próximos anos;
  • Taxa Interna de Retorno (TIR): é usada para analisar o percentual de retorno de um projeto;
  • Payback: estima o tempo em que o lucro líquido de um investimento se iguala ao valor investido.

Com base nessas informações, você aprendeu a importância da análise de viabilidade de projetos. Por meio desse estudo, é possível ponderar se o negócio é viável e se obterá lucros. Assim, é possível evitar que os recursos sejam destinados à execução de ideias com poucas chances de sucesso.

Quer entender como se destacar no mercado? Saiba como diferenciar a sua empresa da concorrência com 9 dicas!