Dizem que se é possível que duas empresas tenham o mesmo produto, é impossível que existam duas organizações com a mesma cultura organizacional. Isso porque a cultura nada mais é do que a personalidade do negócio.

Também conhecida por cultura corporativa, ela é extremamente importante para o sucesso e a saúde geral de uma organização, seu pessoal, seus clientes e todos os demais stakeholders.

Por esse motivo,  é fundamental que sua empresa dedique um tempo para pensar e definir uma cultura organizacional que tenha a ver com os objetivos, visão e valores do negócio. Aprenda melhor sobre isso nas linhas a seguir.

O que é cultura organizacional?

A cultura corporativa é o conjunto de valores, metas, atitudes e práticas compartilhadas que caracterizam uma organização. Tem a ver com como as pessoas se sentem sobre o trabalho que realizam, os valores em que acreditam, para onde imaginam que a empresa está indo e o que estão fazendo para chegar lá.

Podemos dizer ainda que a cultura de uma organização é o seu DNA. A partir dela é que todos os colaboradores da empresa têm um direcionamento de como agir. Em outras palavras, a cultura exerce influência na construção e na operação das equipes de trabalho.

O tema tem recebido cada vez mais importância nos últimos anos, especialmente porque CEOs, consultores de RH e líderes de empresas passaram a perceber o quanto a cultura organizacional afeta positiva ou negativamente nos resultados de uma empresa.

E para entender bem o conceito de cultura corporativa, tenha em mente que ela representa a maneira como sua empresa faz negócio. Ela é simultaneamente a identidade e a imagem da organização, o que significa que determina também como suas pessoas e clientes a percebem.

Qual a importância da cultura organizacional?

Quando os valores da empresa são bem definidos e compartilhados, assim como sua missão, dizemos que o negócio possui uma cultura organizacional forte, pois ela impacta positivamente em todas as equipes.

Com isso, os funcionários tornam-se mais engajados e motivados e, consequentemente, a empresa consegue atrair talentos.

Os funcionários querem mais do que um salário e bons benefícios. Hoje em dia, as pessoas querem sentirem-se valorizadas e ter a certeza de que o que fazem importa. À medida que seus colaboradores percebeme que os papéis que exercem são importantes, aumentam as chances de que se tornem defensores da cultura.

Como defensores, promovem e vivem a cultura, contribuindo para que ela seja compartilhada interna e externamente. Dessa maneira, os colaboradores sentem-se mais conectados entre si e com a empresa, o que faz com que a rotatividade de pessoal diminua.

Uma forte cultura organizacional contribui também para melhorar o moral dos times, aumentando a produtividade. Quando funcionários são mais produtivos, a saúde financeira da organização melhora e os lucros aumentam.

Outras vantagens da cultura corporativa é que ela tem o poder de quebrar os limites das equipes separadas por silos, orienta a tomada de decisões e melhora o fluxo de trabalho em geral.

Mas, claro, para conseguir esses benefícios e tantos outros, a empresa deve esforçar-se para ter uma boa cultura corporativa. Culturas tóxicas têm a capacidade de fazer exatamente o oposto.

Como implementar a cultura organizacional?

Para começar, entenda que uma cultura organizacional não é apenas um conjunto de frases bonitas emolduradas em um quadro na recepção da sua empresa. Por isso, para implementá-la é preciso considerar alguns pontos.

A seguir apresentamos um passo a passo que poderá lhe ajudar:

1. Crie a base

Como comentamos, a cultura organizacional é sobre o que sua empresa representa. Uma cultura forte começa pela base e por isso dedique um tempo definindo itens como:

  • Declaração de missão: a missão diz aos seus funcionários, clientes, fornecedores, investidores, parceiros e comunidade o porquê da sua empresa existir.
  • Declaração da visão: descreve o que sua empresa deseja atingir. A visão deve transmitir emoção e motivar.
  • Valores: é nisso que você e seus funcionários acreditam e como sua empresa se comportará. Essa é a base mais forte da cultura da sua empresa.

2. Analise o ambiente

Não tem como estabelecer uma cultura organizacional sem envolver os funcionários. Lembre-se que colaboradores não engajados custam dinheiro, produtividade e moral à empresa.

Seu capital humano poderá mostrar a você como sua organização é vista no momento. Uma pesquisa de cultura (também conhecida como pesquisa de clima) é um ótimo ponto de partida.

Como sugestões de perguntas que podem ser feitas, estão:

  • A opinião do funcionário é valorizada?
  • Quantas vezes no último trimestre seu supervisor reconheceu seu trabalho?
  • Você possui os recursos e as ferramentas necessárias para realizar seu trabalho com eficiência?
  • Você sente que é ouvido pelo seu gestor?
  • Está satisfeito com os benefícios oferecidos pela empresa?
  • Está satisfeito com seu trabalho?
  • Você sente que precisa de mais desafios?
  • Gostaria de ter mais voz para tomar decisão ou prefere deixar isso para colaboradores mais experientes?

A pesquisa de clima é um bom passo para construir uma relação de confiança com seus funcionários, mas para isso certifique-se de que ela seja anônima. De preferência, utilize terceiros para realizá-la.

Por meio da pesquisa você verá o que pensam e como seu colaboradores se sentem em relação à função que exercem, ao local de trabalho, aos colegas e superiores. Use essas informações para ver como os valores da empresa se alinham ao clima atual.

Modifique o que for necessário para criar ou adaptar uma cultura que esteja de acordo com os itens da base (missão, visão e valores).

Ressaltamos ainda que, caso opte por realizar uma pesquisa de cultura, você deve estar comprometido a fazer algo com os resultados. Caso seus colaboradores participem da pesquise e não vejam mudança alguma, isso será motivo para criar ou aumentar a insatisfação (e enfraquecer a cultura organizacional).

3. Dê o exemplo

Uma vez definida a cultura, o exemplo deve vir de cima. Seja em atitudes, comportamentos ou até mesmo a maneira como são conduzidas as análises de desempenho ou como os colaboradores são reconhecidos, tudo tem a ver com a cultura organizacional.

A cultura reflete em como sua empresa contrata. Portanto, certifique-se de que as contratações estão alinhadas com os valores e a cultura do seu negócio. O mesmo alinhamento vale para práticas de remuneração e benefícios.

E uma vez que a empresa conta com uma cultura organizacional forte, ela está pronta para ir além. Então, já que neste artigo você viu como estabelecer uma boa cultura, invista alguns minutos para conhecer as melhores estratégias para fazer sua empresa decolar.