Em um mercado cada vez mais competitivo, as empresas devem adotar diversas estratégias para se destacar da concorrência. A identidade de marca é uma delas.

Também chamado de branding, o conceito pode ser definido como a união de vários elementos que podem diferenças uma marca da concorrência, como seu logotipo, as cores, missão e valores da empresa.

Sua empresa é mais do que seu logotipo ou slogan. E é sobre isso que falaremos neste post. Acompanhe!

O que é identidade de marca?

A Associação Americana de Marketing define marcas como nome, termo, design, símbolo e outras características que possa identificar produtos ou serviços de um fabricante para outro.

Não é difícil pensar em marcas famosas, não é mesmo? A maçã de Apple, a fonte utilizada para escrever Coca-Cola ou o roxinho do Nubank permite que, em poucos segundos, o consumidor reconheça a empresa em qualquer veículo de comunicação, nas prateleiras das lojas e mercados.

Mais do que considerar essas questões, a identidade de marca também se relaciona com a atitude do fabricante, sua reputação, os valores transmitidos, seus pontos fortes e suas paixões. Quando as pessoas se identificam com esse conjunto, a tendência é que se tornem clientes fieis.

Qual a importância de ter uma identidade?

Ter uma identidade de marca bem definida é fundamental para garantir a competitividade. Isso é possível porque a estratégia é sustentada por 4 pilares:

  1. Fidelidade — razões que fazem o cliente voltar a comprar;
  2. Segmentação de mercado — direciona a marca ao seu público-alvo;
  3. Consistência de marca — manter a qualidade dos produtos ou serviços mostra que a marca é sólida e desperta a confiança do cliente;
  4. Valor da marca — uma identidade forte expressa a força da empresa, a exemplo da Coca-Cola.

Os pilares do branding podem ser transformados em um ciclo de fidelização de clientes: a empresa constrói uma forte identidade, passa a ser facilmente reconhecida no mercado, a geração de valor fideliza o consumidor e, assim, ela permanece sustentável.

Por que é importante ter uma boa presença online?

Atualmente, é quase impossível criar uma identidade de marca forte sem considerar uma boa presença online. Com a evolução digital e a democratização da internet, consumidores e empresas se encontram em sites, blogs, nos mecanismos de buscas e nas redes sociais.

Campanhas saíram da TV, invadiram os smartphones e plataformas como o Instagram e o Facebook. Sem perceber, as pessoas estão desejando um sapato que está na tela do celular, antes mesmo de vê-lo na vitrine do shopping. A mudança no perfil e na atitude do consumidor faz com que estar na internet seja fundamental para que a marca possa se consolidar no mercado.

Mais do que isso: além de receber os anúncios, as pessoas procuram por eles. Ao mesmo tempo em que pesquisam as ultimas tendências da moda, também procuram o melhor fabricante para um determinado produto, ou o profissional mais indicado para fazer um serviço.

A busca por informações  na internet, de qualquer natureza, virou um hábito. E essa prática faz com que a produção de conteúdo seja fundamental para construir uma forte identidade.

Vamos falar dela a seguir:

O papel do conteúdo para criar autoridade

A criação de conteúdo é uma estratégia cujo principal objetivo é atrair um determinado público para a empresa e gerar autoridade para a marca — tudo isso no ambiente online.

Quando a empresa investe em um conteúdo bem estruturado, com informações relevantes e que obedece aos algoritmos dos mecanismos de busca, a provável que o blog da empresa ocupe as primeiras posições nos resultados.

Ao perceber que a empresa entrega informações valiosas, a tendência é que o usuário passe a buscar as informações postadas pela marca de forma natural, o que acaba influenciando no momento da decisão da compra.

Dito isso, os principais formatos de conteúdo incluem:

  • artigos para blogs, que aumentam as chances da empresa aparecer quando uma pessoa digita uma determinada palavra ou frase nos mecanismos de busca, como o Google;
  • e-books, materiais mais elaborados que os artigos para blogs, geralmente abordando um assunto com mais profundidade;
  • conteúdos em vídeos, formato bastante procurado por pessoas que desejam um tutorial ou uma explicação mais didática;
  • postagens em redes sociais, que incluem textos e imagens — um ótimo campo para que a marca explore sua identidade.

Como criar uma identidade de marca?

O primeiro passo para criar uma identidade de marca é fazer uma análise SWOT. O objetivo é verificar o posicionamento atual da empresa, onde ela pode chegar e avaliar como os concorrentes estão se posicionando no mercado.

A matriz é aplicada da seguinte forma:

  • Strength (Força) — um levantamento e o reconhecimento dos pontos fortes da empresa, identificando no que ela é melhor que a concorrência;
  • Weakness (Fraqueza) — nessa etapa, a reflexão é sobre as desvantagens em relação à concorrência;
  • Opportunities (Oportunidades) — fase em que busca identificar os elementos do mercado que podem ser usados a favor da marca;
  • Threats (Ameaças) — tudo o que pode ameaçar os principais objetivos do negócio.

Nicho de mercado

Quando a análise estiver pronta, você terá um panorama do seu nicho de mercado. A partir daí, conseguirá trabalhar nos elementos da identidade de marca que tenham tudo a ver com seu produto e o público-alvo.

Pense nas pessoas que deseja atrair e escolha a linguagem mais adequada para dialogar com esse público, as cores que mais lhe atraem e a fonte utilizada. Para isso, será necessário fazer um estudo completo sobre cores, fontes e imagens.

Sobre as questões textuais, não há muito segredo. O conteúdo publicado em blog, as legendas no Instagram e as postagens nas redes sociais devem ser acessíveis ao público. Ou seja, é necessário que as pessoas entendam o que está escrito. Por isso, sempre considere a sua persona.

Durante a leitura deste artigo, você conseguiu identificar a identidade de marca da sua empresa? Qual a proposta de valor entregue aos clientes? Como sua empresa se posiciona no mercado?

Para facilitar essa reflexão, saiba mais sobre a matriz SWOT.