As estratégias de marketing que você adotar influenciarão os resultados da sua empresa e, consequentemente, impactar na sua participação no mercado. Por conta disso, além de ter uma estratégia bem definida, você deve contar com ferramentas que sejam capazes de aquecer seus leads, auxiliar na manutenção de um relacionamento contínuo com seus clientes e, por fim, gerar vendas.

E tudo isso é possível ser feito através do e-mail marketing. Por isso, é de extrema importância que você entenda como criar um e-mail marketing de sucesso. E é isso que você aprenderá ao longo do artigo de hoje.

Mas, antes, você sabe o que é e-mail marketing?

E-mail marketing: o que é?

Muitos podem até confundir com spam. Contudo, o e-mail marketing resume-se a enviar, de forma automática, sequências de e-mails àqueles que estão interessados em receber seu conteúdo, detalhes sobre produtos ou serviços da sua empresa.

Para criar um conteúdo eficiente, no entanto, é preciso entender como fazer e-mail marketing. Por isso, confira a seguir  passo a passo sobre como fazer um e-mail marketing de sucesso, nutrindo seus leads e gerando cada vez mais vendas.

Vamos lá?

1 – Construa uma lista de contatos

Antes de trabalhar na sua estrutura e estratégia de e-mail marketing, é necessário estabelecer maneiras de captar seu público-alvo. Reflita: como você pode prospectar leads e conseguir seus contatos de e-mail?

Há diversas formas de fazer isso, e uma muito utilizada é através de Landing Pages.

A técnica consiste na produção de conteúdo e sua distribuição. Então, para que o lead possa ter acesso ao conteúdo, você deve solicitar seu e-mail. A página utilizada para a captura do e-mail é a chamada Landing Page.

Para que o lead conceda seu e-mail você pode oferecer algumas coisas em troca, como um ebook gratuito ou conteúdos exclusivos (a famosa “Lista VIP”). Essa captação de e-mails também pode ser inserida em seu site, logo abaixo de artigos do seu blog ou na barra lateral, por exemplo.

Outra maneira é utilizar pop-ups. É possível, por exemplo, ativar um pop-up que irá aparecer assim que o lead for sair do seu site. Na pop-up haverá um campo para o visitante inserir seu e-mail em troca de algo, como no caso da Landing Page. Você pode oferecer descontos para os assinantes da lista, por exemplo.

2 – Escolha sua plataforma para envio de e-mail marketing

Escolha a plataforma de e-mail marketing que você utilizará para fazer os disparos de e-mail. Todas elas oferecem serviços de e-mail marketing em seus servidores desenvolvidos exclusivamente para tal finalidade. Existem diversas opções, como o MailChimp e o Leadlovers.

Assim, enquanto você administra sua conta na plataforma escolhida e escreve seus e-mails por meio de uma interface simples e intuitiva, o software faz todo o trabalho mais pesado. Este consegue enviar vários e-mails ao mesmo tempo, de acordo com o horário e os dias da semana escolhidos.

Desta maneira, você tem um processo mais fluido e fácil, além de conseguir gerir sua estratégia de maneira mais tranquila.

3 – Defina seu nome de remetente

Ao disparar um e-mail, é necessário se identificar e mostrar que está presente para o seu potencial consumidor.

Você pode, inclusive, utilizar seu próprio nome ao invés do nome da empresa. Acredite, isso influencia na taxa de abertura do seu e-mail.

Isso acontece porque o cliente se sente tratado “de igual para igual”, além da empatia causada pela humanização da marca.

4 – Estabeleça sua estratégia

Esse é o momento de estruturar a estratégia que vai utilizar em seu e-mail marketing. E, para isso, é necessário ter em mente algumas informações sobre o seu negócio, como seu público-alvo.

Afinal, analisando o seu público-alvo, ou seja, com quem irá se comunicar, é possível criar um contato mais assertivo. Você saberá qual linguagem utilizar e como atingir seus leads, de acordo com suas dores, necessidades, paixões e desejos.

Além disso, definir os objetivos que pretende alcançar com o e-mail marketing é outra tarefa para esse momento. Criar um planejamento com suas metas em mente fará você priorizar as ações que o levará ao resultado que realmente deseja obter.

Você pode querer vender mais, gerar engajamento, ter indicações, ser referência, educar seus leads ou incentivar downloads, por exemplo. Não importa qual seja seu objetivo, sempre pense em como alcançá-lo e planeje seu e-mail marketing com base nisso.

Leve em consideração também a linguagem que a sua empresa utiliza. Geralmente, empresas que têm o público jovem como alvo utilizam uma linguagem informal, enquanto empresas de investimentos, por exemplo, utilizam termos mais técnicos e linguagem formal.

Estabeleça qual será (ou já é) o padrão de linguagem do seu negócio, sempre pensando nas personas do seu empreendimento.

5 – Crie um template

Com sua estratégia definida e um planejamento alinhado, é hora de trabalhar em um template. ou seja, na comunicação visual do seu e-mail marketing.

Uma dica é apostar na padronização. Assim, ao receber o informe na caixa de entrada e abrir o e-mail, o lead facilmente identificará a quem pertence e qual o conteúdo abordado.

Além da padronização, outras dicas são:

  • tenha sua call to action e título no início do seu e-mail;
  • tenha uma proporção de 60% de conteúdo e 40% de imagem;
  • Insira imagens que pesem, no máximo, 100 kbs;
  • limite sua call to action, sendo recomendado, no máximo, três;
  • tenha um objetivo por campanha;
  • dê opção de descadastro.

6 – Inicie o relacionamento com os leads

Ter potenciais clientes em sua lista não garante venda. É necessário, além de enviar conteúdos relevantes e persuasivos, se aproximar do público. Para isso, não sobrecarregue o e-mail do cliente, mas também não deixe-o desfalcado.

Mantenha os envios em dias e horários pré definidos e constantes, observando sempre como os leads reagem a periodicidade escolhida.

É válido destacar que o respeito aos leads deve ser mantido. Por isso, a opção de sair da lista deve estar presente no fim de todos os e-mails que forem enviados.

7 – Foque na segmentação

É extremamente importante que faça uma boa análise dos interesses e das necessidades do seu público, dividindo-o em diferentes grupos. Dessa maneira, é possível se comunicar de forma segmentada de acordo com as particularidades de cada pessoa.

Portanto, crie diferentes disparos para cada grupo em sua plataforma de automação de e-mail.

8 – Observe os resultados

Após os envios, é importante analisar quais os resultados obtidos e quais melhorias podem ser realizadas. Desta maneira, você conseguirá entender se está segmentando da maneira certa, se há algum problema com a entrega dos e-mails, se as ofertas estão agradando o público, etc.

Isso tudo pode ser analisado com base nos dados oferecidos pela sua plataforma de automação de e-mail, como número de e-mails entregues, taxa de aberturas, cliques, conversões e reclamações de spam.

E então, entendeu como fazer um e-mail marketing eficiente? Deixe aqui nos comentários quais passos já realizou ou realiza em sua empresa. Compartilhe nos comentários também suas experiências com o e-mail marketing para ajudar outros empreendedores nesta jornada!