Cada vez mais as pequenas, médias e grandes empresas busca aprimorar suas estratégias de marketing, a fim de se aproximar de seus clientes e transformá-los em consumidores fiéis. Neste cenário, o marketing direto surge como uma poderosa potência.

Você já deve saber que as técnicas de marketing vêm se modificando ao longo dos anos. E, para seguir as tendências, as empresas devem ser atualizar. Na verdade, o marketing direto é um mix entre estratégias mais tradicionais e outras um tanto mais inovadoras.

Quer saber como funciona e qual a vantagem do marketing direto, bem como utilizá-lo para turbinar suas vendas? Continue acompanhando o conteúdo de hoje e desvende todas as particularidades deste assunto.

Boa leitura!

Você conhece a história do Marketing Direto?

Antes de começar a aprofundar suas reflexões nas técnicas e vantagens do marketing direto, é interessante desvendar o panorama histórico deste tipo de marketing.

Você sabia que a história do marketing direto tem sua origem no continente Europeu, ainda no final do século 18? Naquela época, os proprietários de pequenos e grandes viveiros precisavam de uma estratégia forte para comercializar suas plantas e sementes. O foco eram os jardineiros.

Naquela ocasião, as vendas eram realizadas através de catálogos impressos. O uso dos catálogos era concomitante ao lançamento do tipógrafo, muito utilizado nesta disseminação dos catálogos.

Além dos viveiros, a história deste tipo de marketing também percorre os clubes de livro, populares nas colônias americanas em meados de 1700. Benjamin Franklin foi outro precursor do marketing direto, já que também vendia seus livros via catálogo.

Além disso, o personagem também de destacou pela disseminação do “satisfação garantida ou se dinheiro volta”, jargão marketeiro que perdura até os dias atuais.

Ao longo dos anos, aqueles catálogos tornaram-se muito do que vê hoje: malas diretas, panfletos, catálogos de venda direta, dentre outras ferramentas que promovem vendas mais íntimas e diretas, no estilo um-para-um.

Características do Marketing Direto

O processo de marketing direto torna-se efetivo partindo de 4 características principais:

  • Privacidade: a mensagem da empresa é direcionado somente a uma pessoa, em caráter direto.
  • Personalização: o intuito da mensagem é impactar uma pessoa específica e, por isso, o conteúdo é voltado a ela.
  • Atualização: há agilidade no processo de criação e ajuste da mensagem, que pode ser editada rapidamente sempre que necessário.
  • Interatividade: as respostas ao receptor podem ser alteradas e dependem de sua reação ao receber o conteúdo da mensagem.

Como aplicar o Marketing Direto em seu negócio

Assim como em qualquer estratégia de marketing e vendas, o marketing direto não possui um único caminho. Como é sempre bom lembrar, não há receita de bolo. No entanto, existem alguns passos básicos que, se seguidos, podem resultar em um bom desempenho no mercado.

Confira agora 5 reflexões que você deve fazer ao aplicar o marketing direto na sua empresa:

1.   Você precisa conhecer profundamente o seu público

Não há como falar em marketing direto sem discutir sobre definição de público-alvo e, principalmente, persona. A persona nada mais é do que uma representação semi-fictícia do seu cliente ideal.

Ao saber para quem você deve vender, fica mais simples definir a melhor estratégia de marketing com abordagem direta. Por exemplo, se o seu público é mais jovem, o mais interessante é abordá-lo através de gadgets. Entendeu?

2.   Conteúdo de qualidade é a chave do sucesso

Você já deve ter ouvido falar sobre produzir conteúdo para engajar a audiência, certo? Neste tipo de marketing, produzir conteúdo relevante auxilia não somente no engajamento, mas também agrega valor.

Conteúdos que atraem, informam e solucionam problemas tendem a conquistar mais consumidores e, consequentemente, torná-los clientes fiéis.

3.   Todo cliente ama vantagens e exclusividade

É muito comum que empresas oferecem benefícios a vantagens aos potenciais clientes, apenas com o fim de aproximá-los da marca e efetivar a venda.

Mas não se engane: o consumidor é inteligente e certamente analisará a veracidade da oferta. oferece benefícios verdades, bem como somente o que pode, de fato, cumprir.Se for oferecer uma boa vantagens para quem escolher a sua empresa, planeje muito bem o que irá oferecer.

4.   O tipo de abordagem faz toda a diferença

Apesar de estritamente pessoal, o marketing direto possui abordagens diferenciadas. A propósito, a escolha da melhor abordagem deve considerar algumas características como sexo, idade, nível de informação e interesses pessoais.

Não atenha-se apenas a um modo de abordagem. Você pode unir as ferramentas e ampliar o seu alcance. É totalmente possível investir em uma estratégia baseada em mala direta e e-mail, por exemplo.

5.   Sua marca deve ser forte

No marketing direto, principalmente, sua empresa deve ser efusivamente forte. Marcas que permanecem na memória dos clientes mantêm seus níveis de conversão sempre altos.

Uma saída inteligente para fortalecer e valorizar seu nome no mercado é apostar em estratégias de branding. O branding nada mais é do que um conjunto de ações pensadas para tornar uma marca relevante e atrativa ao consumidor.

Na gestão de marca, pontos como layout, missões e valores caminham lado a lado.

Conheça alguns exemplos de marketing direto

Mesmo com todos os conceitos e definições relativas ao assunto, pode parecer difícil compreender o que é marketing direto, em meio a tantas modalidades do marketing no dia de hoje. Mas, para sua felicidade, muitos são os exemplos de marketing direto – sendo que a maioria deles você certamente já vivenciou.

Redes de fast-food

A distribuição de cupons de desconto é uma estratégia de marketing direto simples, econômica e eficiente. Redes como McDonald’s e Burger King disponibilizam cupons aos seus clientes, sem muitos rodeios, com foco no consumo imediato do produto.

As estratégias são interessantes, uma vez que há aplicação de descontos vantajosos e excluídos a quem possui os cupons promocionais.

Catálogos de cosméticos

Os catálogos de cosméticos são um dos melhores exemplos de marketing com abordagem direta, tanto no Brasil quanto no exterior. Marcas como Natura, Avon, Eudora, Mary Kay e Jequiti.

O contato é extremamente pessoal e direto. A vendedora lhe entrega o catálogo, você pede (e sente-se estimulado a pedir até mesmo itens que não está precisando) e aguarda o pedido, muitas vezes com pagamento a prazo.

Lojas virtuais

Se você costuma comprar em lojas virtuais, deve ter notado que muitas delas enviam, junto com os pedidos, cupons promocionais, catálogos impressos, adesivos e panfletos. A estratégia é focada na facilidade que pode resultar em uma nova compra, bem como o fortalecimento e disseminação offline da marca.

Mesmo com todas as vantagens destacadas no artigo de hoje, ainda há quem pense que o marketing direto não é um escolha sábia.

Basta observar os números das empresas que adotam essa estratégia e compará-las com outras empresas o segmento: o marketing direto é econômico, possui grande alcance e oferece boas chances de conversão, principalmente quando o senso de urgência é ativado!

Gostou do artigo? Quer receber outras dicas valiosas sobre negócios, vendas e marketing? Então continue navegando pelo nosso blog!