O mercado financeiro oferece carreiras para profissionais com diferentes perfis e interesses. Mas, para evoluir na profissão, é preciso ter objetivos claros e um plano para alcançá-los. Nesse sentido, as metas SMART podem ser especialmente úteis.

Elas consistem em um método já consolidado que ajuda na definição dos resultados de interesse. Além de usar as metas SMART no mercado financeiro e na sua carreira, é possível aplicá-las na vida pessoal. Assim, a estratégia pode favorecer a realização de diferentes planos e objetivos.

Quer entender como as metas SMART podem ajudar e como você pode usá-las? Continue a leitura e aprenda!

O que são as metas SMART?

A metodologia SMART consiste em um método de padronização para a definição de metas em diferentes âmbitos da vida. Como você verá, há a possibilidade de utilizá-las em sua carreira, na vida pessoal e até na realização de investimentos.

Para isso, a estratégia de metas SMART se baseia em cinco características, representadas pelas letras que compõem o nome do método. Ao aplicar a metodologia, você poderá traçar metas com informações completas para a orientação do seu planejamento.

Como funcionam essas metas?

Considerando que as metas SMART envolvem cinco pontos, é essencial entender o que cada uma das letras significa. Veja a seguir!

Específica/Specific (S)

Uma meta SMART deve ser, primeiramente, específica. Ou seja, ela deve fazer referência a apenas um objetivo a ser alcançado — e ele precisa ser definido claramente.

Mensurável/Mensurable (M)

Também é importante que a meta seja mensurável de modo objetivo. Afinal, não é interessante definir um objetivo cuja evolução não possa ser acompanhada por uma unidade de medida.

Então você pode definir como meta, por exemplo, “ter mais sucesso na carreira ao aumentar sua carteira de clientes em 30%”. Ao adicionar um elemento de medição, é mais fácil verificar a evolução da estratégia e o alcance do objetivo.

Alcançável/Attainable (A)

Por mais que as metas precisem ser desafiadoras para gerar motivação, elas não podem fugir da realidade. Logo, seu desejo precisa ser realista. Não faz sentido você decidir que deseja ganhar valores que estão muito acima da média do mercado, por exemplo.

Relevante/Relevant (R)

Outro aspecto é que toda meta SMART deve ser relevante para um objetivo maior. Portanto, é necessário encontrar um ponto que realmente possa fazer a diferença na sua performance. Caso contrário, há mais riscos de desistir de cumprir as metas definidas.

Temporal/Time-based (T)

Por fim, suas metas devem estar atreladas a um período de realização. O tempo definido serve como um prazo e também pode determinar se a meta será ou não alcançável.

Você pode decidir que pretende “ter mais sucesso na carreira ao aumentar sua carteira de clientes em 30% ao longo de um trimestre”, atendendo a todos os critérios. Se estabelecer o aumento em apenas uma semana, por outro lado, o cumprimento da meta pode se tornar inviável.

Para que servem as metas SMART?

Agora que você aprendeu como funcionam as metas SMART, pode perceber que elas servem para embasar um plano de ação rumo a seus objetivos. Com ela, você tem uma visão completa do que é preciso fazer para atingir os patamares desejados em sua vida ou carreira.

A estratégia de metas SMART também é útil para que você faça uma autoavaliação de modo consciente, padronizado e estratégico. As informações oferecidas pelo método estimulam a ação e podem aproximá-lo dos resultados que você deseja.

Portanto, as metas SMART servem para dar um direcionamento a suas expectativas e esforços. Como consequência, sua atuação rumo ao que você deseja pode ser mais consistente — ampliando suas chances de sucesso.

Quais as vantagens de aplicar essas metas em sua vida?

Considerando o funcionamento geral das metas SMART, você pode notar que elas são úteis para alcançar novos resultados. Com elas, você tem mais clareza e percepção sobre o que deseja atingir e como chegar até lá.

A metodologia também pode ajudar a dar motivação, em especial pelo aspecto temporal. Você tem a chance de criar um plano de ação estruturado e que aproveita melhor os seus esforços.

Além desses benefícios, que se aplicam a todas as situações, as metas SMART podem ser vantajosas para diferentes áreas da vida. Veja!

Objetivos pessoais

O seu cotidiano, no âmbito pessoal, pode ser favorecido ao utilizar a metodologia de metas SMART. Você pode definir objetivos para se exercitar mais, comer melhor ou dormir de modo saudável, por exemplo.

Considerando esses e outros exemplos de metas SMART, é possível aplicá-las em diversos contextos. Então elas podem ajudá-lo a realizar sonhos variados — desde uma viagem até aprender uma nova habilidade — e, com isso, ter mais satisfação pessoal.

Vida profissional

Como vimos, a sua carreira no mercado financeiro é uma das áreas que mais pode ser favorecida pelo uso das metas SMART. Ao utilizá-las, você pode determinar soft skills para desenvolver, capacitações para concluir ou resultados para alcançar.

Sendo um profissional do mercado financeiro, como assessor de investimentos ou planejador financeiro, isso é ainda mais importante. Afinal, o setor é competitivo e é preciso estar em constante evolução para se destacar e se consolidar na carreira.

Desse modo, você pode usar as metas SMART para delimitar metas alinhadas com os seus clientes. Elas podem ser eficientes para ajudar a entender melhor assuntos de finanças e investimentos e, assim, tomar decisões mais estratégicas.

Organização financeira

Além de ser utilizada como método de trabalho, as metas SMART podem ser úteis para as suas finanças pessoais. É o caso de usar a metodologia para definir como objetivo a criação de uma reserva de emergência ou o alcance de certos resultados com o seu patrimônio.

Como fazer um planejamento com metas SMART?

Tão importante quanto entender as características gerais das metas SMART é saber como colocá-las em prática. Assim, fica mais fácil usar essa estratégia para impulsionar sua carreira no mercado financeiro e seus objetivos pessoais.

Para criar um planejamento interessante, é preciso começar pela compreensão de seus objetivos e dividi-los em metas menores. Depois, você deve utilizar os critérios SMART para formular uma meta completa.

Uma boa dica é montar uma planilha com metas SMART para facilitar o acompanhamento. Ao longo do tempo, vale a pena revisá-la e fazer mudanças, se for o caso. Além disso, é possível criar outras metas, conforme as atuais forem concluídas ou os seus objetivos mudarem.

Neste artigo, você descobriu o que são as metas SMART e como elas funcionam. Com a utilização correta da metodologia, é possível potencializar os resultados da sua carreira no mercado financeiro e realizar planos pessoais diversos.

Gostou de conferir essas informações? Para conferir mais dicas, assine nossa newsletter e receba as publicações do nosso blog em sua caixa de entrada!