Há 16 anos no ar, o Facebook continua soberano como a principal rede social do planeta. Segundo estatísticas da rede social, cerca de 1,6 bilhão de usuários acessam a plataforma todos os dias e, a cada minuto, 400 novas contas são registradas.

Esses dados apontam para um alto volume de atividades, o que é benéfico para as empresas que pretendem divulgar seus produtos e serviços. Estima-se que 140 milhões de marcas estão presentes na rede social.

A presença digital é uma das estratégias mais frutíferas para as instituições que pretendem ampliar sua autoridade e reconhecimento de marca, conquistar novos clientes e interagir com seu público, e isso explica por que tantas empresas fazem questão de se manter ativas no Facebook.

Mas o uso da rede social não deve ser feito sem estratégia. No post de hoje, você vai descobrir como fazer a análise das métricas no Facebook para tornar sua atuação na rede mais produtiva e benéfica para seus resultados. Boa leitura!

Onde estão as métricas no Facebook?

Para encontrar as métricas no Facebook, você precisa acessar o Insights, que é uma página exclusiva para esta demanda. Para acessar rapidamente este recurso, basta clicar na aba “Informações” da página da sua empresa.

O Facebook Insights tem como tela inicial um apanhado de métricas, chamado de “visão geral”. Por lá, é possível checar gráficos das seguintes métricas:

  1. Ações na página;
  2. Alcance;
  3. Envolvimento;
  4. Mensagens;
  5. Vídeos;
  6. Visualizações;
  7. Curtidas.

Número de curtidas: Uma métrica que empolga, mas diz pouco

A métrica mais básica de todas é relacionada ao número de curtidas. Trata-se de um indicador do Facebook que aponta para o crescimento da popularidade da página, algo que todos querem.

Mas, atenção, o número de fãs de uma página é considerada uma das “métricas da vaidade”, ou seja, elas não são essencialmente estratégicas.

Especialistas em marketing digital reconhecem que o número de curtidas é um termômetro para analisar a popularidade da página, contudo, ela não reflete algo muito mais importante, que é o engajamento.

O que vale a pena ficar de olho ao analisar a métrica de curtidas é onde ocorreram as curtidas, isso dá margem para criação de postagens que convertem e identificação dos assuntos que geraram bons resultados.

Ao mesmo tempo, fique atento aos dislikes, pois esse índice demonstrará quais foram as publicações ou momentos que sua página “pegou mal” com a audiência.

Alcance: onde suas publicações chegaram e como as pessoas reagiram à ela

Dentro do Insights, logo abaixo das curtidas você encontra o indicador de alcance da página. Com este dado em mãos, é possível conferir quantas pessoas visualizaram as publicações e quais foram as ações de envolvimento (curtidas, reações, marcações, comentários e compartilhamentos).

Também é possível analisar quem não gostou dos conteúdos, quais usuários optaram por ocultar ou classificar como impróprio e quais foram aqueles que deixaram de seguir a página ou fizeram denúncias.

Outro ponto importantíssimo: o alcance se divide entre orgânico e pago. Essa métrica do Facebook é fundamental para aferir os resultados de seus posts patrocinados e como o público reagiu a esses conteúdos.

Publicações: Saiba quando sua performance é maior

Ao analisar as métricas do Facebook, não deixe de conferir as publicações. Os dados contidos ali indicam quando as postagens feitas na página obtiveram melhores resultados.

Com esses dados em mãos, é possível programar suas futuras publicações para os melhores dias e horários, ampliando seu alcance e potencializando as chances de interações positivas.

Assim como ocorre no indicador de Alcance, na aba das publicações você tem acesso aos índices orgânicos e pagos. Junto com esses dados, também dá para analisar:

  1. Métricas de acordo com cliques nas publicações;
  2. Qual foi o engajamento de cada uma delas;
  3. Taxa de ocultação dos conteúdos;
  4. Taxa de envolvimento.

Pessoa: Você sabe quem compõe seu público?

Na aba “pessoas”, o Facebook Insights reserva as informações sobre o público. Com esses dados, sua empresa terá uma visão macroscópica sobre quem são as pessoas que acompanham a página e quais são aquelas que estão interagindo com as publicações.

Aqui é possível distinguir fãs, pessoas que foram alcançadas com publicações e quem realizou envolvimentos com as postagens. Com base nesses dados, é possível definir informações importantíssimas sobre quem compõe o público-alvo da sua empresa.

Veja alguns dos dados disponíveis:

  1. Composição do público por gênero;
  2. Faixa etária;
  3. Localização;
  4. Idioma falado;
  5. Porcentagem de interação com base no número de seguidores;
  6. Porcentagem de visualizações de acordo com o número de seguidores.

Aproveite os dados presentes aqui para traçar o perfil das pessoas engajadas e, com isso, desenvolver uma persona para suas próximas produções de conteúdo.

E as métricas no Facebook Ads?

Se a sua empresa realiza postagens pagas, não dá para ignorar as métricas do Facebook Ads, que são fundamentais para analisar o sucesso dos seus investimentos na plataforma de anúncio. Veja quais métricas você não pode deixar de conferir.

Número de impressões

Para ter domínio total sobre o sucesso de suas publicações não adianta apenas analisar quantas curtidas foram obtidas. Uma publicação pode receber mil curtidas, contudo, se foram feitas 100 mil impressões, isso significa que apenas 1% das pessoas curtiram o conteúdo.

Fique atento às impressões para entender se os resultados estão bons. Mas não confunda alcance com impressões! Alcance é relacionado ao número de pessoas que viram a publicação, já as impressões analisam a quantidade de visualizações do conteúdo por usuário.

Frequência

Esse indicador do Facebook aponta para a quantidade de vezes que uma única pessoa teve contato com a publicação paga.

Quem investe bons valores em propaganda no Facebook precisa se atentar ao índice da frequência para entender se o anúncio teve uma boa recepção do público e quais são as correções que precisam ser feitas para otimizar os resultados.

Tome bastante cuidado com a segmentação dos anúncios para evitar que a frequência de visualização seja muito alta pois isso pode ser um tiro no pé e afastar as pessoas em vez de atraí-las.

Custo por clique (CPC)

O CPC analisa qual foi o valor pago para obter cada clique executado no anúncio. Essa modalidade de cobrança é bastante utilizada pelas empresas para otimizar seus investimentos em anúncios.

O cálculo do CPC é bem simples, basta dividir o custo total da publicação pela quantidade de cliques obtidos.

Custo por ação (CPA)

Este dado permite conferir qual foi o valor pago para cada uma das ações executadas pelos usuários do Facebook em seus anúncios. Lembre-se que quanto melhor for o seu anúncio, mais cliques e interações ele vai ter e, com isso, cai o valor do CPA.

Taxa de cliques (CTR)

O CTR é uma das métricas mais importantes do Facebook Ads. Ela representa o número de cliques únicos que um anúncio recebeu dividido pela quantidade de impressões que foram feitas.

Com o CTR é possível determinar quantos usuários que visualizaram os conteúdos pagos fizeram um clique na publicação, assim, é possível analisar se seu anúncio foi “quente” ou se a linguagem, o público e o conteúdo precisam de ajustes para causar o impacto desejado.

Não deixe de realizar a análise das métricas do Facebook para tornar a presença digital de sua empresa mais assertiva e capaz de gerar resultados!

Se você sente que precisa saber mais sobre estratégias de redes sociais e de marketing de conteúdo para compreender melhor como funcionam as métricas e outros assuntos relativos à este universo, não deixe de acompanhar o nosso blog e assinar nossa newsletter para ter acesso à informações importantes para sua estratégia!