A gestão de indicadores precisa ser vista com importância e seriedade pelas empresas. Isso porque o mundo corporativo é cheio de tarefas e índices importantes para gerir, os quais precisam ser sempre analisados.

Toda empresa que deseja se expandir, deve tomar como parte essencial do processo acompanhar suas métricas de desempenho para analisar se tudo está evoluindo conforme o planejado ou não. Afinal de contas, tudo precisa ser medido antes para depois ser avaliado.

Por isso, a gestão desses indicadores é indispensável para mensurar o desempenho da companhia. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura do artigo e entenda mais sobre a gestão de indicadores e quais as vantagens desse processo para o seu negócio!

O que é gestão de indicadores?

A gestão por indicadores tem como intuito monitorar e avaliar de forma constante determinados processos e atividades realizados de forma rotineira no ambiente corporativo. Basicamente, consiste na premissa de que “para avaliar algo, é essencial medi-lo primeiro”.

Toda firma precisa definir seus indicadores de desempenho para conseguir analisar se está tendo os resultados desejados. O objetivo deles é justamente mensurar a eficiência e a qualidade dos processos e o que está sendo feito para que torne mais fácil identificar os pontos que precisam de melhorias.

Ou seja, essa gestão baseia-se no monitoramento eficiente dos indicadores de gestão que foram estabelecidos na organização, os KPIs. Dessa maneira, se consegue garantir o acompanhamento do desempenho nas tarefas realizadas que são importantes para o crescimento do negócio.

Qual a importância da gestão de indicadores?

Os indicadores-chave servem justamente para a empresa, como um todo, saber para onde está indo. E para ter todas essas informações, é preciso medi-los para definir se está indo em direção ao que foi planejado ou não.

Afinal, se sua corporação não tem indicadores estabelecidos, muito provavelmente não chegará na posição que deseja. Certo?

Em qualquer negócio, independente do tamanho, se esse índices não são metrificados, a liderança fica sem ter noção se o desempenho está bom ou ruim e principalmente, torna-se muito difícil ajustar os processos. Assim, atingir as metas estabelecidas pela firma pode ficar impossível.

A gestão de indicadores, por sua vez, ajuda a equipe a ter uma visão sistêmica dos processos, deixa todos autoconfiantes e colabora na tomada de melhores decisões. É, ainda, essencial para o crescimento saudável, sustentável e sem desordem na organização.

Importante deixar claro que, na hora de avaliar as métricas do negócio por meio dessa gestão, eles sozinhos não poderão dar todas as respostas para o que não está funcionando bem. Mas indicarão se algo está dando resultados ou não.

Essa possibilidade de avaliar com critérios o desempenho de sua equipe evita que a análise da qualidade e resultados obtidos seja feita por critérios pessoais e subjetivos do avaliador. Principalmente aquelas feitas com base em achismos.

Como aplicar a gestão de indicadores?

Confira agora como aplicar a análise de métricas no seu estabelecimento em 4 passos simples.

1. Crie um planejamento

No momento de implementar essa gestão, você precisa, obviamente, definir os indicadores da sua empresa com base em dados anteriores que ela obteve. Qualquer mudança realizada na firma precisa de um planejamento completo, indicando os índices que serão utilizados e avaliados, prazo inicial e final, custos, etc.

2. Estabeleça metas

O segundo passo é definir metas para a companhia ter noção se está trabalhando para obter os melhores resultados. Precisam ser específicas, a curto prazo, mensuráveis e tangíveis. Lembre-se também de deixá-las claras para todos os integrantes de cada equipe.

3. Converse com todos

Todos os colaboradores precisam saber das métricas definidas. Por isso, reúna-se com sua equipe para explicar a importância delas e treiná-los, se for o caso.

4. Metrifique os resultados

O último passo consiste em conferir se o planejamento está sendo aplicado, se as metas criadas estão sendo atingidas no prazo estabelecido e se todos aplicam as métricas corretamente.

O indicado é reunir-se com sua equipe para verificar o desempenho de todos e analisar a efetividade dos KPIs para redefini-los, caso seja necessário.

Quantos indicadores a empresa precisa ter?

Apesar de ser possível criar indicadores para tudo, esse pode ser um erro que pode fazer os gestores se perderem na hora de analisar o desempenho dos processos. Por isso, foque em criar apenas os importantes.

Muito melhor ter poucos KPIs relevantes do que muitos que não medem o que realmente importa.

Por exemplo, se foi realizado uma campanha de marketing para atrair mais clientes, o que deverá medir: a quantidade de clientes obtidos ou o número de curtidas que ganhou na página do Facebook?

Você precisa escolher o que realmente importa, que são os clientes obtidos. Tenha cuidado e evite criar KPIs para absolutamente tudo. Cuide também para não cair na armadilha das métricas de vaidade.

O que considerar para escolher os melhores indicadores?

Nesse momento, a eficácia está em saber estabelecer os indicadores de desempenho para obter dados úteis para o seu negócio. Estude a fundo as necessidades e objetivos da companhia, obtendo respostas para perguntas como:

  • quais os resultados desejados?
  • o quão relevante são esses resultados?
  • quais os maiores objetivos da organização?
  • qual a frequência de revisão do plano de ação, etc?

Lembre-se que a empresa pode ter KPIs gerais, mas é importante definir outros para as diferentes áreas para que seja possível identificar problemas e solucioná-los.

Ou seja, além dos indicadores principais, como lucratividade, produtividade, conversão, ticket médio e taxa de abandono, dentre outros, certifique-se de criar os próprios para a equipe de marketing, equipe de vendas, para o financeiro, atendimento, dentre outros setores.

Por exemplo, as métricas escolhidas para uma equipe de vendas poderiam ser:

  • produtos ou serviços mais vendidos;
  • melhores vendedores do mês;
  • atingimento de metas;
  • comparar vendas com períodos anteriores.

Lembre-se que elas também precisam monitorar o desempenho de cada integrante. Faça isso com todos os setores e defina as principais para cada um.

Concluindo

A gestão de indicadores nada mais é do que escolher os índices essenciais para o seu negócio e monitorá-los para saber se estão tendo resultados ou precisam ser modificados.

Ter indicadores-chave é essencial e toda empresa precisa definir os seus. Sem isso, muito dificilmente conseguirá medir seus resultados e ter uma noção de onde está e para onde está indo.

Portanto, aplique essa gestão importante na sua companhia e consiga atingir os objetivos estabelecidos!

Gostou de aprender sobre esse importante tema para empresas? Então confira agora o que é gestão por resultados e como você pode aplicá-la no seu negócio!