Quem não é visto, não é lembrado. Essa máxima vale também para as empresas, que têm que ser capazes de alcançar o público para apresentar suas soluções e convencer as pessoas. Por isso, saber o que é marketing digital é essencial para ter a exposição desejada no mercado.

Por meio das estratégias e com a ajuda dos recursos de marketing, sua empresa pode se colocar em uma vitrine virtual, capaz de atrair o público de interesse. Mais que isso: as iniciativas certas, como a produção de conteúdo, podem fortalecer o vínculo com as pessoas e diferenciar seu negócio.

A seguir, veja um resumo com o que é marketing digital e descubra qual é o potencial dessa alternativa para o seu cotidiano!

O que é marketing digital e como funciona?

O marketing digital é composto pelas estratégias de comunicação realizadas em um ambiente virtual. A internet, hoje, é o principal meio de execução das campanhas, envolvendo plataformas próprias (como um site da empresa) e recursos de terceiros — como as redes sociais.

Seu funcionamento tem por base a criação de campanhas, que podem ocorrer em um período limitado ou se estenderem de maneira indefinida.

Uma campanha de link patrocinado, por exemplo, costuma durar menos, pois consome recursos diariamente. Já a criação e a manutenção de um blog devem ocorrer de modo constante para que continuem gerando resultados.

É possível incorporar diversas ferramentas para alcançar os objetivos específicos do negócio. A intenção pode ser aumentar a exposição de marca, gerar mais vendas e aproximar o público, entre outros pontos.

O que vender no marketing digital?

Muitas pessoas ainda pensam que o marketing digital está limitado a lojas virtuais ou empresas de tecnologia. Se, no começo da internet, isso era o que poderia fazer sentido, hoje o mercado consumidor tem novos hábitos.

No país, 9 em cada 10 brasileiros com acesso à internet pesquisam online antes de fazer uma compra. Globalmente, 93% dos consumidores utilizaram buscas online para encontrar um negócio local — nos mais diversos setores.

Então, é possível aproveitar o marketing digital para oferecer mais soluções para um público cada vez mais amplo. É por isso que empresas de finanças e investimentos e de negócios e empreendedorismo, por exemplo, também podem usar a abordagem.

Mesmo que a oferta não envolva a venda de um produto físico e, sim, um serviço, é possível apresentar propostas de valor para o público no ambiente virtual.

Por que ele é importante para as empresas?

Quando uma empresa sabe o que é marketing digital e como adotá-lo a favor dela, torna-se capaz de alcançar resultados melhores. O primeiro ponto é que o marketing digital ajuda a aumentar a divulgação e o reconhecimento de marca.

É uma forma de fazer com que um público mais amplo seja alcançado e passe a conhecer seu negócio e sua oferta de valor. Isso leva a um potencial ampliado de geração de resultados, o que pode gerar um aumento de vendas.

Também é uma maneira de consolidar posicionamento de mercado. O negócio tem a chance de definir qual espaço no mercado deseja ocupar e como quer aparecer para os clientes atuais e futuros. Assim, é possível melhorar todo o fluxo de comunicação e persuasão.

Além de o marketing digital ajudar a captar novos clientes, ele também é útil para manter o relacionamento com quem já conhece a empresa. Existe a chance de criar relacionamento, estabelecer confiança e consolidar um vínculo que leva à fidelização.

Quais são alguns exemplos de marketing digital?

O marketing digital pode ser feito de muitas formas. O site da empresa é um exemplo de recurso do tipo, bem como as redes sociais ou os anúncios (ou Ads) veiculados em sites e outras plataformas online.

Mas essas não são as únicas alternativas. A produção de conteúdo em um blog, as campanhas de e-mails, a elaboração de vídeos ou de podcasts são outras possibilidades que também estão disponíveis.

Em todo mercado, há empresas, entre líderes de segmento ou não, que adotam a estratégia. Portanto, é possível se inspirar em campanhas bem-sucedidas, buscando exemplos e soluções que possam ser aplicadas à sua realidade.

Qual a relação dele com o marketing de conteúdo?

Quando se fala no marketing digital, é muito comum que ele seja confundido com outros termos — como o marketing de conteúdo. Embora sejam abordagens complementares, há diferenças que você precisa considerar.

O marketing de conteúdo ou content marketing envolve a produção e oferta de conteúdo útil, original e relevante para o público de interesse. O objetivo é tirar dúvidas, gerar aprendizado e garantir que os usuários tenham o conhecimento necessário para tomar boas decisões.

A ideia, portanto, não é focar em anunciar os próprios produtos ou serviços. Em vez disso, o marketing de conteúdo busca gerar valor e agregar experiência por meio de conhecimentos que ajudem na solução de problemas.

É por isso que se diz que o conteúdo é rei, já que ele pode servir como a mola propulsora para toda estratégia. A relação dele com o marketing digital, por sua vez, envolve o fato de o conteúdo ser uma das ferramentas que podem ser aplicadas na estratégia.

Quais cuidados tomar para fazer marketing digital?

Para explorar todo o potencial do marketing digital para captar clientes e gerar oportunidades é fundamental traçar um plano de ação. Assim como um investidor precisa criar uma estratégia de alocação de recursos, é necessário fazer um planejamento para viabilizar o desempenho esperado.

Veja quais são os pontos de atenção para fazer marketing digital de modo efetivo!

Defina objetivos

O planejamento só terá a chance de ser eficiente se houver uma orientação clara sobre onde se deseja chegar. Portanto, é crucial definir objetivos específicos, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais — usando a estratégia de metas SMART.

Em vez de estabelecer como objetivo o aumento de contratos fechados, por exemplo, é possível estabelecer um crescimento de 20% no número de clientes no semestre. Isso também pode incluir questões específicas, como gerar 50 contatos por mês com as estratégias digitais.

Alinhe as expectativas

Tão importante quanto definir os objetivos é garantir que as expectativas sejam consistentes com as possibilidades. No caso do marketing digital, não há resultados imediatos e é preciso estar disposto a esperar.

Conheça a persona

O marketing digital só será efetivo se falar com a pessoa certa. Portanto, é preciso definir a persona do seu negócio, que é uma representação semifictícia do cliente ideal ou do usuário que se pretende alcançar com uma campanha.

É possível utilizar como base os dados médios dos clientes que já fazem negócio com sua empresa, por exemplo. A intenção ao definir a personalidade e os hábitos da pessoa de interesse é descobrir o que, quando e como falar para atrair sua atenção e para convencê-la.

A criação da persona, portanto, deve ocorrer antes da elaboração de um plano de ação. Assim, é possível estabelecer o que faz sentido para as necessidades específicas do público.

Saiba o que a concorrência faz

O marketing digital pode ser uma ferramenta para diferenciar seu negócio e gerar mais resultados. Para ter uma orientação mais completa e efetiva sobre o que e como fazer é possível compreender qual é a situação da concorrência.

A intenção não é copiar a estratégia de um competidor, pois isso pode ter o efeito contrário ao desejado. Na verdade, o objetivo é entender quais são as lacunas deixadas e quais são as oportunidades de melhoria.

Desse modo, você pode desenvolver uma abordagem mais coesa e eficiente que a concorrência. Assim, consegue aproveitar oportunidades de conquista do público.

Estruture seu funil de vendas

O funil ou pipeline de vendas é uma ferramenta do inbound marketing. Também chamado de marketing de atração, ele consiste em usar estratégias que façam as pessoas chegarem ao seu negócio.

A intenção é criar experiências em vez de interrupções, que é o que acontece em um anúncio, por exemplo. Ao mesmo tempo, é preciso ter consciência que nem todos que se depararem com o empreendimento estarão prontos para fechar negócio ou se tornarem clientes um dia.

Por isso, a proposta do funil de vendas é acompanhar a jornada da persona. No topo há o maior volume de oportunidades, que ainda estão na fase de atração. Nesse momento, as pessoas alcançadas são visitantes ou usuários, que começam a conhecer sua marca.

No meio do funil, há um nível maior de aprendizado. Temos os chamados leads, que são os usuários que já demonstraram interesse na sua empresa e/ou em suas soluções. É o caso de quem deixa suas informações para que um profissional entre em contato, por exemplo.

Conforme há a aproximação do fundo do funil, menos pessoas permanecem. Porém, mais qualificadas elas são — passam a ser oportunidades ou prospects. Quando essas pessoas recebem uma proposta concreta de venda ou contratação, estão mais propensas a se tornarem clientes.

A ideia de montar o seu funil é definir e entender o que faz com que alguém esteja mais preparado para fechar negócio. Além de isso ajudar no direcionamento do time comercial, é uma forma de saber o que cada usuário precisa para que possa descer pelo pipeline.

Use ferramentas adequadas e boas práticas

No seu planejamento de marketing digital, deve-se definir o que é fundamental em termos de ferramentas e boas práticas. Isso é feito com base no público e também nos seus objetivos com as campanhas.

Para captar leads de forma eficiente e mais barata é importante investir em conteúdo. Então, além de um site, vale  apena produzir e publicar conteúdo para blog com frequência. Nessa situação, boas práticas incluem a adoção de otimização para mecanismos de busca (SEO).

Com as técnicas certas, como produzir textos escaneáveis, com as palavras-chave de interesse e estrutura adequada, é possível fazer seu negócio aparecer mais nos resultados dos buscadores.

Além do conteúdo para blog, é possível produzir materiais ricos (como e-books e whitepapers) para captar leads, e-mails para fazer a nutrição das oportunidades geradas, etc. Quanto mais completa e integrada for a estratégia, melhor.

Também é interessante conhecer as tendências e saber o que se aplica à sua marca, para não ser superado pela concorrência. Ao explorar as oportunidades do marketing digital em 2021, por exemplo, você mantém sua estratégia atualizada.