Atrair novos clientes é o desejo de qualquer empresário que conta com os mecanismos de busca como propulsor de seus negócios. Infelizmente, se destacar em meio a um mercado tão amplo é difícil. E não basta apostar só no SEO On Page, que consiste na otimização e na aposta de estratégias usadas no site da própria empresa. É preciso investir no SEO Off Page.

Imagine que um cliente está à procura de um serviço que você oferece. Contudo, ele ainda não conhece a sua marca. A primeira atitude deste consumidor é buscar algum empreendimento que supra as suas necessidades, pesquisando algum termo no Google, por exemplo.

Os sites que estão no topo dessa pesquisa chamarão a atenção deste mesmo cliente. Há muitas chances do indivíduo clicar no primeiro site da página ou até no segundo. Porém, poucas pessoas acessam o terceiro site, menos ainda o quarto. E tão menos a segunda página do resultado de pesquisa.

É claro que você também quer ser esse tipo de empresa que aparece na primeira página do Google, não é? É possível fazer isso utilizando estratégias de SEO On Page, conceito trabalhado muito nos dias atuais, quando a tecnologia e a globalização ganham força. Mas poucos reconhecem a importância de trabalhar o SEO Off Page.

Continue por aqui e entenda a diferença de SEO On Page e SEO Off Page. E descubra como fazer um SEO Off Page utilizando 5 estratégias eficazes. Boa leitura!

Mas, afinal, qual a diferença entre SEO On Page e SEO Off Page?

Enquanto o SEO On Page atua de forma interna no seu portal, o SEO Off Page trabalha um conjunto de estratégias aplicadas fora do seu site, mas que também reforçam a sua relevância em meio ao setor que atua.

O algoritmo do Google – principal canal de busca e detentor de 78% do mercado global de pesquisa, conforme a Statcounter Global Stats, além de analisar se as suas páginas estão bem estruturadas, também observa a forma como o seu site se relaciona com o restante da Internet. E e como ele está sendo relevante para outros sites.

Por isso, o SEO Off Page é tão importante quanto a otimização interna do site. Aplique as técnicas necessárias e tenha o seu site bem ranqueado.

Cinco técnicas de SEO Off Page para colocar em prática

Após entender a importância da integração do SEO Off Page nos seus negócios, é preciso saber como colocar esta estratégia de otimização em prática.

Confira abaixo cinco modos de trabalhar o SEO Off Page para o seu site ter um melhor ranqueamento em motores de busca, como o Google.

1 – Invista no SEO On Page

Sim, é necessário fazer um bom SEO On Page para que todo o SEO Off Page faça sentido. Para começar, é muito importante trabalhar o SEO On Page e otimizar o seu site de forma interna.

Você pode fazer isso pesquisando boas palavras-chave, estruturando os seus textos com frases mais curtas, organizando as categorias, oferecendo uma navegação simples e intuitiva, usando URLs amigáveis, otimizando títulos e intertítulos, entre outras medidas.

Como resultado, você terá um aumento do tráfego orgânico a médio e longo prazo e, consequentemente, poderá ser citado por outros sites, gerando backlinks. Ou seja, referências em outros sites que levarão um novo fluxo de visitantes ao seu portal.

Ao todo, o Google usa mais de 200 fatores de ranqueamento. Por isso, após fazer o “feijão com arroz” do SEO On Page, é válido continuar investindo em técnicas mais avançadas.

2 – Foque na qualidade

Por mais óbvio que possa parecer essa dica, focar na qualidade é algo muito difícil atualmente, dada exigência do público. Os usuários estão em busca de materiais relevantes. E  proporcionar isso a eles é a principal forma de se destacar em meio à multidão, podendo, assim, atrair e fidelizar uma importante parcela do público.

No SEO Off Page ter um bom conteúdo também é sinônimo de receber linkagens de forma natural, sem que precise correr atrás de parceiros. Para conseguir isso, pense em seus conteúdos como links ativos e desenvolva materiais já com o objetivo de serem citados em outros sites.

Isso também poderá ser impulsionado por meio de importantes pesquisas sobre o seu setor, por exemplo. Trabalhar infográficos, imagens, vídeos, planilhas e e-books exclusivos será como um chamariz do público e lhe transformará em uma referência no mercado.

3 – Cogite Guest Posts e co-marketing

Parcerias são muito bem-vindas quando o assunto é SEO Off Page. Um dos métodos é o Guest Post. Trata-se de uma publicação ou artigo de sua autoria/marca em outro site – principalmente do mesmo nicho, no qual há links que redirecionam para o seu portal. Isso mostra para o Google que o seu site é relevante e útil, pois recebeu backlinks.

Nesse material, é importante oferecer conteúdo relevante e que tenha grande valia para o público de ambos. Esse tipo de trabalho pode gerar compartilhamentos em redes sociais, aumentando ainda mais a relevância do seu site.

Outra forma é por meio do chamado co-marketing, que consiste na ideia de criar uma parceria entre marcas para promover ou produzir um determinado material em conjunto, tendo como foco um público-alvo em comum.

Esse conteúdo pode ser um e-book sobre um determinado assunto que interesse o consumidor. Na hora de promover o produto, é possível colocar links redirecionando para os sites de ambos os projetos. E, desta forma, um link seu pode estar no portal do seu parceiro.

4 – Redirecione links quebrados

O SEO Off Page envolve fatores que não estão totalmente sob o seu controle, como os backlinks citados acima. No entanto, alguns estão. Esse é o caso do redirecionamento de links quebrados.

É natural que haja algumas alterações em seu site no decorrer do tempo, fazendo com que alguns conteúdos sejam excluídos, por exemplo. Quando isso ocorre, acontece o famoso “Erro 404”, código no qual infere que a página em questão não foi encontrada.

Por conta da falta de conteúdo, o robô do Google encerra o rastreamento e zera a relevância de backlinks para o conteúdo perdido.

Para corrigir, é necessário aplicar o redirecionamento 301. Desta forma, é possível redirecionar tanto o usuário quanto o robô para o conteúdo correto, que também recebe link juice – parcela de otimização de ranqueamento – dos backlinks.

5 – Recuse backlinks suspeitos

Não se esqueça que o Google analisa links do seu site e, com base neles, verifica o grau de confiança do portal. Portanto, se você recebe links de sites que não são confiáveis, provavelmente o Google também vai lhe classificar negativamente.

Essa é a hora que você deve tomar o controle das coisas e integrar ferramentas que lhe auxiliem a rejeitar backlinks indesejados. E o Google oferece um desses recursos.

Para isso, é necessário fazer uma lista com as páginas e domínios que você deseja recusar. No geral, o algoritmo avalia quais os links são spam e os remove sem prejudicar o seu site. Ainda assim, faça isso somente quando tiver uma quantidade considerável de backlinks indesejados e que poderiam causar qualquer tipo de penalização.

Além disso, o próprio diálogo é uma forma de evitar esse tipo de situação. Entre em contato com o autor ou administrador do blog em questão e solicite que os backlinks sejam retirados.

Gostou das dicas? Comente quais estratégias para melhorar o ranqueamento do seu site costuma usar no dia a dia da sua empresa e compartilhe o artigo em suas redes sociais.