A dinâmica empresarial pode ser algo bastante mutável de uma organização para outra, contudo, a premissa é quase sempre a mesma: produzir mais e melhor.

Mas pode perguntar para qualquer gestor que você conhece: ampliar os níveis de produtividade nem sempre é tarefa fácil. Muitas vezes esse objetivo envolve mudança de processo, revisão de operações e, claro, o fator humano.

A chave para a produção encontra-se nas pessoas, não necessariamente na troca de peças que não estão rendendo o esperado, mas por meio de técnicas para ampliar a motivação e o engajamento.

Obter resultados com uma equipe exige pesquisa, trabalho em conjunto, diálogo e, claro, inteligência emocional e estratégica. Neste post separamos 5 dicas práticas sobre como melhorar o desempenho no trabalho. Faça uma boa leitura e aproveite para refletir sobre o tema!

1.  Revise, esclareça e determine os processos

A raiz de todo o trabalho corporativo é o design de processos. Uma empresa determina como um setor deve trabalhar, e os colaboradores devem seguir a política estabelecida.

Toda empresa faz isso, porém, nem todas fazem um exercício de autocrítica, ou seja, olhar para os processos estabelecidos e verificar se eles estão adequados.

A busca por resultados em equipe passa por compreender se todos estão alinhados com as dinâmicas de trabalho e se os processos se encaixam dentro das operações.

Vale pensar que nem sempre aquela dinâmica que foi utilizada há décadas atrás dá certo hoje (ou dá certo com aquele conjunto de pessoas).

O ideal é que os gestores de cada área (e também de áreas correlatas, como marketing e vendas, compras e estoque, RH e financeiro, etc) tenham como uma de suas tarefas a análise e revisão dos processos.

Essa rotina avaliativa permite identificar gargalos, corrigir erros e esclarecer dúvidas dos profissionais do time quanto às formas mais produtivas de executar suas funções.

2. Estimule a participação de todos

Os integrantes de um time são pessoas, isso significa que elas têm identidade, pensamentos próprios e opiniões. Nada disso deve ficar reservado, as pessoas devem colaborar para a melhoria dos resultados!

Tudo é construído em conjunto, certo? Então, por quê não dar voz ativa para quem faz parte da produção dos resultados. Abolir uma dinâmica de comunicação e ação no formato drop down é algo importante para entender melhor sua equipe, construir novas ideias e valorizar o empenho de cada um.

A busca sobre como melhorar o desempenho no trabalho passa pela integração das equipes, na valorização de cada um e na possibilidade de todos serem protagonistas das soluções para as demandas do dia a dia.

A comunicação é a chave para isso. E não só para que as pessoas possam dar novas ideias, mas para que elas tenham liberdade de dialogar sobre a rotina e tentar construir em grupo ideias que movimentem resultados mais positivos.

3. Esclareça as metas e trace planos coletivos para atingi-las

A busca pela melhoria da produtividade coloca uma pressão sobre os gestores. Muitas vezes, não são eles que determinam as metas, mas sim os principais executivos e stakeholders da companhia.

Com isso, resta aos gestores apenas aceitar a missão e procurar meio de executá-las. E a pior coisa a se fazer é jogar um número na mesa dos funcionários e dizer “boa sorte”.

Quando se fala em produtividade da equipe de vendas ou de outros times, é recomendável que as metas sejam esclarecidas e debatidas em grupo. Todos são parte dela, portanto, nada mais natural que todos trabalhem juntos para atingir o resultado.

A colaboração de todos e a união em torno de um objetivo pode melhorar o engajamento. Gerenciar a equipe apenas cobrando resultados é contraproducente e só aplica pressão. O ideal é que os gestores trabalhem em conjunto com seus funcionários para dar conta da missão estabelecida para eles.

4. Cuide do ambiente corporativo como se fosse a sua casa

O clima organizacional é um dos fatores que mais altera o desempenho e a motivação das pessoas. Pense bem: trabalhar em um lugar com um clima pesado é um fardo de responsabilidade, não algo saudável para a rotina.

Um líder setorial deve cuidar do ambiente de trabalho, zelar para que haja respeito, comunicação clara e união, já que tudo isso impacta na produção.

Não se trata de fazer com que todos os colaboradores sejam amigos, mas sim  de fazer com que haja harmonia no setor. Atritos sempre acontecem, porém, o que não deve ocorrer é o surgimento de um sentimento de desunião.

O gestor atua no clima organizacional como um juiz de conflitos, um diplomata para os atritos. Junto com a função pacificadora, a figura de um líder positivo e que zela pela qualidade de vida de seus funcionários ganha o respeito e admiração profissional do time.

5. Conheça as pessoas

Já trabalhou com um gestor que mal lembrava seu nome? Esse sentimento de indiferença é ruim e pode afastar as pessoas.

Como líder setorial em busca de melhorias de resultados em uma equipe, seu papel é conhecer cada um dos colaboradores e quais são suas principais características, defeitos e virtudes.

Pense como um técnico de futebol. Se ele não conhecer cada peça do elenco, como vai saber quem é o goleador e quem é o “xerife da zaga”?.

Um bom treinador sabe as qualidades de cada um e, com base nessas informações, consegue escolher o capitão, o batedor de pênalti e até improvisar uma mudança de posição.

Saindo dos gramados e voltando para o escritório, a lógica segue a mesma. Um bom gestor de equipe conhece seus comandados e usa desse conhecimento para designar as tarefas mais adequadas para cada perfil.

Em alguns casos, é preciso fazer uma mudança ou outra para gerar melhores resultados, porém, para acertar nas alterações será fundamental que o líder conheça a equipe a fundo!

Mais uma vez, não se trata de ser o grande amigo dos colaboradores, mas de ter o mínimo de contato para absorver conhecimentos sobre as pessoas que possam ser válidas para as suas decisões dentro do setor.

Muita inteligência e estratégia, sempre!

Obter melhores resultados corporativos requer inteligência e estratégia. E parte dessa inteligência é diretamente relacionada com a capacidade de analisar melhor o fator humano, ser colaborativo, pensar de forma coletiva e focar na busca por um clima organizacional que estimule a produtividade.

Tudo isso não é fácil, e os resultados não surgem do dia para noite, contudo, ao colocar em prática essas cinco dicas, as mudanças na produtividade da equipe vão surgir!

Como sua empresa pensa em produtividade? Que tipo de atitude você acha que deve ser colocada em prática para ampliar os resultados de uma equipe? Deixe o seu comentário e compartilhe suas ideias com os leitores!