As diferenças entre líder e chefe eram aspectos pouco valorizados no passado. Com o tempo, a importância da gestão de pessoas foi ganhando cada vez mais espaço e hoje o perfil de liderança é visto como um grande diferencial nas empresas.

Um chefe seria alguém mais preocupado em dar ordens e controlar equipes. Enquanto isso, um líder tem o objetivo de inspirar pessoas e contribuir para o crescimento delas.Por isso, existem divergências fundamentais entre os dois conceitos.

Quer saber mais sobre o tema? Confira os principais pontos que diferenciam líderes e chefes!

Autoridade e autoritarismo

Embora sejam entendidos como sinônimos por algumas pessoas, a ideia de autoridade não significa a mesma coisa que autoritarismo. O autoritarismo está mais relacionado à obediência em consequência do poder de uma pessoa e do medo de outras.

Por exemplo, um chefe exerce poder sobre os seus funcionários. Assim, muitos deles têm receio de perderem seu emprego ao negociar algo ou descumprir ordens. Já um líder procura exercer a autoridade, e não o autoritarismo. E qual é a diferença?

A autoridade tem como base o sentimento de respeito e admiração, não necessariamente o medo. Isso significa que colaboradores que têm um líder costumam seguir suas orientações não pelo receio de ir contra elas, mas pela confiança que desenvolvem na figura do líder.

Em geral, as pessoas lideradas também se sentem mais à vontade para negociar elementos do trabalho e até sugerir orientações diferentes das que foram dadas. Afinal, elas sabem que o líder não está ali apenas para exercer seu poder.

Relação com a equipe

Com o que falamos até aqui, você deve ter percebido que a relação com a equipe se dá de maneiras opostas entre um chefe e um líder, não é mesmo? Muitas vezes, a preocupação de um chefe está focada nos processos da empresa.

De outro ponto, o líder entende que as pessoas são tão — ou mais — relevantes que os processos. Ou seja, se elas não trabalharem de forma positiva, os resultados podem ser ruins. Mesmo que as ordens e orientações dadas estivessem corretas.

O relacionamento entre um chefe e os funcionários pode se dar, muitas vezes, pela intimidação. Logo, o crescimento da empresa está limitado, já que muitas boas ideias podem deixar de serem compartilhadas pela falta de um ambiente estimulante.

Quando a obediência é mais importante que o vínculo, pode haver muita insatisfação no local de trabalho. Por isso, os líderes costumam investir no diálogo para a criação de bons relacionamentos. A relação com a equipe ganha importância em um processo de liderança.

Centralização das decisões

Empresas que têm chefes veem neles o grande responsável pela tomada de decisões. Uma consequência negativa disso pode ser a dificuldades dos colaboradores em encontrarem alternativas diante de um problema.

Afinal, eles desenvolvem muita dependência do chefe para decidir. Um líder faz diferente. Como um de seus principais objetivos é inspirar as pessoas, as decisões são menos centralizadas e a criatividade da equipe é valorizada.

Desse modo, os colaboradores estão em melhores condições de avaliar as dificuldades e encontrar soluções adequadas. A autonomia em relação ao líder é um aspecto positivo para o bom andamento do negócio.

É claro que isso não significa que os colaboradores estão livres para tomar decisões importantes sozinhos. O funcionamento da equipe depende de cada perfil de liderança, mas geralmente há o respeito à hierarquia quando se tratam de escolhas significativas.

Construção de parcerias

Esta é mais uma diferença entre líder e chefe: a tendência do chefe é de centralizar as decisões. Além disso, ele costuma ter dificuldade para acreditar que os outros realizem determinadas atividades tão bem quanto ele.

Assim, não apenas as decisões são centralizadas, mas também algumas funções e tarefas na empresa. Em outras palavras, alguns chefes acabam não tendo boa capacidade para delegar trabalhos para os membros da equipe.

Inclusive, a dificuldade pode vir do medo de que algum colaborador se destaque e demonstre um bom trabalho. Chefes podem ver seus companheiros de trabalho como concorrentes, enquanto o líder os vê como parceiros.

A liderança visa o desenvolvimento mútuo. Então, é mais confortável para um líder delegar tarefas e ajudar os colaboradores a crescerem e se destacarem na empresa. Em vez de ver isso como uma concorrência, o líder entende que bons resultados na equipe são indicadores do seu próprio sucesso.

Atenção ao clima organizacional

Muito do que estamos falando neste post nos leva ao aspecto do clima organizacional. Ele diz respeito aos sentimentos que regem o trabalho em uma empresa. Quando o clima é negativo, por exemplo, com muita pressão e críticas destrutivas, a tendência é ter menor produtividade.

Afinal, é difícil se dedicar no trabalho quanto você não se sente bem lá, certo? Já um clima organizacional positivo é marcado pela possibilidade de acolhimento e ascensão profissional. Assim, existe a tendência de aumento da satisfação e da produtividade.

O problema é que, normalmente, os chefes não se atentam para a importância do clima organizacional. Muitos ignoram as insatisfações e acreditam que os resultados do trabalho só dependem das suas ordens e intervenções.

Entretanto, o líder sabe valorizar o clima e entende que um ambiente de trabalho saudável desperta o melhor da equipe. Assim, há uma atenção à positividade nas relações e à resolução de conflitos da maneira mais eficiente possível.

Desenvolvimento de pessoas

Por fim, outra diferença entre líder e chefe é a dedicação ao desenvolvimento de pessoas. Segundo falava Abraham Lincoln, ex-presidente dos Estados Unidos:

“A maior habilidade de um líder é desenvolver habilidades extraordinárias em pessoas comuns”.

Considerando tal fator, entendemos que a função do líder não é apenas garantir o funcionamento da empresa, mas atuar na qualificação dos profissionais. O intuito é que os colaboradores se tornem mais competentes ao longo do tempo.

Assim, fazem parte das atribuições do líder a realização de treinamentos, o oferecimento de feedbacks e a identificação dos talentos e dos pontos de melhoria de cada colaborador. O efeito esperado é que os colaboradores  trabalhem mais e melhor no futuro.

Percebeu como existem muitas diferenças entre um líder e um chefe? Cada vez mais os empreendedores estão buscando pessoas com perfil de liderança para estarem à frente das atividades na sua empresa. Afinal, os resultados gerados pelos chefes apresentam limitações relevantes.

E você? Deseja saber como fazer sua empresa crescer ainda mais? Confira estratégias para alavancar um negócio!