Aqui no blog da ABContent nossa equipe já apresentou alguns posts falando sobre a importância de criar conteúdos para auxiliar nas estratégias corporativas de atração de interessados, retenção de clientes antigos e ampliação das oportunidades junto aos leads captados.

O marketing de conteúdo fornece inteligência para que a empresa feche negócios com rapidez, amplie sua autoridade no mercado e se posicione como uma empresa capaz de solucionar as dores de seu público-alvo. Mas, para que tudo isso ocorra de maneira positiva, é necessário se planejar.

O planejamento de conteúdo é indispensável para que o marketing forneça resultados expressivos. Ou seja, nenhuma empresa irá conseguir alcançar as metas estipuladas com as estratégias de content marketing se não houver planejamento.

O post de hoje tem como tema central essa arte chamada planejamento. Descubra 7 dicas muito importantes para nortear a produção de conteúdo. Todas elas vão servir para fazer com que seus clientes e as pessoas interessadas tenham em mãos informações de qualidade e na medida certa. Boa leitura!

Dica nº1: Determine os canais de distribuição dos conteúdos

A primeira dica para estabelecer um planejamento de conteúdo é escolher onde as informações serão disponibilizadas. Essa etapa é o primeiro passo, já que a quantidade de canais em que a presença atua terá impacto na disponibilização dos conteúdos.

Essa tarefa é bastante simples. Afinal, basta contabilizar quais são os locais onde a empresa atua com distribuição de conteúdos.

Geralmente, esses canais são:

  1. perfis em redes sociais;
  2. blogs;
  3. listas de e-mail.

Determinar os canais para disseminar os conteúdos é importante não apenas para garantir que todos sejam movimentados com ações, mas também para determinar qual conteúdo é indicado para cada plataforma.

Vamos à um exemplo básico. Imagine que sua empresa acabou de fazer um ótimo post falando sobre uma das principais dores dos clientes e como é possível solucioná-las.

Ao determinar os canais, a equipe de marketing pode distribuir essas informações em diferentes momentos, aproveitando um único material para gerar engajamento em múltiplas plataformas.

Dica nº2: Utilize um sistema para controlar e datar a distribuição

Planejamento exige calendário, seja para construção de novos conteúdos ou para distribuição dos que já foram produzidos. Não há como fugir de utilizar algum sistema de controle.

Sua empresa pode optar por uma boa e velha planilha de acompanhamento, ou então utilizar algumas soluções mais modernas. Dentre elas, encontram-se os aplicativos como o Trello, que permitem a criação de cards para acompanhar cada uma das demandas.

Outra opção é utilizar um sistema de controle de postagens. A ferramenta vai além de apenas montar um calendário, sendo possível conectar os perfis de redes sociais para automatizar o disparo no momento certo.

Alguns exemplos de sistemas de controle de postagem são:

  1. Hootsuit;
  2. RD Station;
  3. SemRush;
  4. mLabs.

Dica nº3: Utilize as métricas para analisar a audiência dos conteúdos

Marketing digital é bastante empírico, ou seja, seu sucesso vem com tentativas, erros e acertos. Para ter um dimensionamento da frequência ideal de distribuição de novos conteúdos, será necessário acompanhar as métricas de desempenho.

Muitas empresas acreditam que é preciso ter conteúdos novos o tempo inteiro, todos os dias. Mas isso não é uma regra.

O ideal é ficar de olho na capacidade de atração das publicações e verificar os dados. Se os números forem bons, pode ser que uma ampliação seja positiva. Contudo, caso a frequência ampliada reduza o interesse, vale a pena voltar à uma frequência menor.

Estabelecer um calendário editorial no Instagram, blog, Facebook e outros canais de distribuição é determinante para a organização dos processos. Contudo, ele não precisa ser algo estático e imutável.

O que vai determinar o sucesso na sua frequência de postagens é a vontade do público em consumir os conteúdos. Portanto, fique de olho nos KPIs do marketing digital para não cometer deslizes que causem a perda de interesse ou saturamento na sua audiência.

Dica nº4: Fique de olho nos horários ideais

As métricas mencionadas no item anterior também dão aos analistas de marketing a possibilidade de analisar quais são os horários em que as postagens recebem mais acessos.

Conhecer quais são os momentos em que seu público está mais apto a consumir os conteúdos é fundamental para não “queimar cartucho”. Ou seja, distribuir boas informações em momentos inoportunos e perder a oportunidade de engajar as pessoas.

Dica nº5: Analise sua concorrência

Quer saber mais sobre uma frequência ideal de postagens e como fazer com que seus conteúdos sejam um diferencial competitivo? Então fique de olho na concorrência.

Faça o acompanhamento dos principais players do mercado, inscreva-se para receber newsletters, acompanhe o blog e tome nota de tudo.

Se a concorrência está obtendo bons resultados com a dinâmica estabelecida por eles, nada impede que sua empresa aprenda com isso, inclusive mapeando quais são os pontos fortes e fracos.

Não se trata de uma cópia de estratégia de planejamento de conteúdo, mas sim um exemplo positivo para que sua equipe possa trabalhar para criar algo ainda melhor e mais efetivo!

Dica nº6: Planejamento de verba também é muito importante

Nem todas as ações de planejamento de conteúdo envolvem publicações gratuitas. Na verdade, é bastante recomendável utilizar alguns recursos de publicidade na web para ampliar a audiência.

Faça um levantamento da verba disponível para esse tipo de investimento e analise quais são os conteúdos com melhor performance e quais precisam de um impulsionamento.

Aproveite a análise das métricas para mensurar o que vale a pena ser patrocinado e estipule valores mensais.

Com isso, sua equipe pode analisar que tipo de material merece uma divulgação mais forte e quanto será disponibilizado para os anúncios.

Dica nº7: Conte com profissionais no planejamento dos conteúdos

Marketing digital é estratégia pura misturada com boas doses de criatividade e inteligência de mercado. Estabelecer um planejamento de conteúdos requer:

  1. conhecimento de mercado;
  2. capacidade de produção otimizada;
  3. criatividade e assertividade na produção dos conteúdos;
  4. olhar crítico e interpretativo sobre os KPIs do marketing digital.

Tudo isso demanda tempo de execução e expertise. O planejamento é tão complexo quanto a criação dos conteúdos, já que tudo deve ser criado com base na jornada de consumo do cliente e com foco no funil de vendas.

Por essa razão, as empresas que optam pela contratação de serviços especializados têm muito mais chances de sucesso nesta jornada.

Afinal, um time especializado no planejamento dos conteúdos é capaz de realizar as correções de rota necessárias para que as estratégias de marketing de conteúdo da sua empresa tragam bons frutos.

Quer saber mais sobre a construção do planejamento de conteúdo para sua empresa? Entre em contato com nossa equipe de atendimento e descubra como a ABContent atua junto aos seus clientes para desenvolver conteúdos que ensinam e convertem!