Você sabe a importância de definir um modelo de negócio? Todo empreendedor precisa compreender o mercado para ser capaz de fazer uma boa gestão empresarial de acordo com o que espera da sua empresa.

Dois conceitos principais nesse tema são os tipos de negócios: Business to Business e Business to Consumer. Quer saber mais sobre o assunto? Confira este post para conhecer as diferenças entre B2B e B2C!

O que são negócio B2B e B2C?

As siglas B2B e B2C se referem a dois dos principais modelos de negócios do mercado atual. Embora exista a possibilidade de empresas mesclarem algumas características e terem um modelo diferente, a maioria delas se enquadra em um dos dois.

Então, aproveite a oportunidade de saber o que cada um significa.

B2B

A sigla representa o conceito em inglês Business to Business. Ou seja: negócios para negócios. Na prática, empresas que seguem tal modelo são aquelas cujos produtos e serviços estão voltados para outros empreendimentos.

Assim, os negócios do tipo B2B vendem para outros negócios. Um exemplo de relação comercial desse tipo é uma empresa de marketing digital que oferece seus serviços para empreendedores, buscando otimizar os resultados deles.

Podemos citar como outro exemplo muito comum a existência de fornecedores. Toda empresa precisa adquirir determinados materiais para funcionar — sejam equipamentos de escritório ou recursos específicos para a área do negócio, certo?

As empresas que fornecem os materiais também são casos de B2B. Isto é, não visam oferecer produtos e serviços diretamente ao mercado consumidor final, mas atuar garantindo a estrutura e o funcionamento de outras companhias.

É o caso, por exemplo, de empresas que oferecem software de gestão empresarial, companhias que oferecem serviços de contabilidade online, entre outros.

A existência de negócios do tipo B2B é fundamental para a manutenção do mercado. Afinal, nenhum empreendedor trabalha sozinho. Todos precisam se relacionar com outras empresas para continuar funcionando com qualidade.

B2C

Enquanto as empresas B2B estão voltados para outras empresas, os B2C significam Business to Consumer. Em português, o termo quer dizer negócios para consumidores. Diferente do que apresentamos antes, esse modelo de negócio se relaciona diretamente com o mercado consumidor.

Logo, tratam-se de empreendedores que visam os consumidores finais. Existem diversos exemplos que podem ser dados — como supermercados, lojas de roupas, empresas de entretenimento, provedores de internet residencial, operadoras de telefonia, etc.

Mais exemplos de negócios B2C podem ser encontrados na área de investimentos. É o caso de assessores de investimentos para pessoas físicas, empresas de educação financeira, corretoras de valores e outras companhias do tipo.

Não precisamos falar da relevância das empresas B2C para o mercado, não é mesmo? Elas existem para resolver problemas ou oferecer facilidades aos consumidores diretos. E o crescimento delas é o que sustenta também a ampliação do mercado B2B.

Quais são as 6 diferenças entre os tipos de negócios?

Como você viu, os negócios B2B e B2C são muito diferentes. O fato de trabalharem com focos opostos faz com que todo o funcionamento de cada tipo deva acontecer de maneira específica.

Afinal, a forma de vender para os consumidores diretos com certeza não é igual às formas de fechar negócios com outras empresas, certo?

Veja quais são as 6 principais diferenças entre empresas B2B e B2C no mercado!

1. Consumidores

Sem dúvida, a maior diferença entre os dois tipos de negócios é o seu mercado consumidor. Enquanto um está focado em atrair pessoas físicas para seus produtos e serviços, o outro busca estabelecer parcerias comerciais com empreendedores.

É extremamente relevante ter essa divergência em mente ao pensar sobre o modelo de negócio. Afinal, todas as decisões de uma empresa estão ligadas à identificação de seu público ou nicho de mercado.

2. Marketing

Quando se considera dois tipos de públicos-alvo, uma consequência natural é entender que o marketing também será uma das principais diferenças entre negócios B2B e B2C. Consumidores diferentes exigem relações diferentes, certo?

Um planejamento de marketing eficiente é fundamental para a saúde de uma empresa. Nesse sentido, um dos pontos mais importantes é adaptar a comunicação às características do público-alvo.

Por isso, empresas do tipo B2B geralmente apresentam ações de marketing mais segmentadas e têm um custo de aquisição do cliente maior.

Já as empresas do tipo B2C, que visam os consumidores finais, normalmente adotam estratégias de marketing massivas, comunicando-se com um número maior de pessoas. Assim, o custo de aquisição do cliente pode ser menor.

3. Linguagem de comunicação

Ainda ligada ao marketing, mais uma diferença entre os dois tipos é a linguagem usada para falar com o público — assim como a escolha dos canais de comunicação. Ainda que haja a possibilidade de utilizarem os mesmos canais, em geral, existem algumas diferenças.

Em relação à linguagem, os negócios B2B se apresentam de maneira mais especializada. Desse modo, eles têm o objetivo de evidenciar sua autoridade como fornecedores e mostrar valor às outras empresas.

De outro ponto, os negócios B2C, equilibram a autoridade com uma linguagem acessível e generalista, já que visam o consumidor final. Mas, claro, as estratégias devem ser adaptadas de acordo com o nicho escolhido.

4. Ticket médio

O ticket médio diz respeito à média de valor que cada cliente movimenta na empresa. Logo, é de se esperar que negócios do tipo B2B apresentem valores mais altos nesse indicador. Afinal, as compras feitas por empresas são maiores e mais frequentes.

Já os negócios que atendem diretamente os consumidores costumam ter um ticket médio menor, pois as pessoas físicas realizam compras limitadas.

5. Formas de pagamento

O preço é um fator central nos negócios para consumidores, assim como o oferecimento de formas de pagamento diversas. Em geral, as empresas trabalham com opções de cartão de crédito, boleto e débito em conta.

Entretanto, outros fatores são tão relevantes quanto o preço quando se fala em negócios para negócios. Por exemplo, o limite de crédito e os prazos de entrega e de pagamento. Em geral, a forma mais usada para pagamento de fornecedores é o boleto — que costuma ser cobrado apenas depois da entrega.

6. Fator de decisão

Por fim, o fator de decisão é outro ponto que diferencia negócios B2B e B2C. Quando se fala da relação entre duas empresas, as decisões são realizadas de modo mais racional, a partir da análise das vantagens oferecidas por cada fornecedor.

Já quando se trata da relação direta entre empresas e consumidores, as emoções estão mais presentes na tomada de decisão. Por isso, é comum que negócios B2C explorem fatores emocionais nas suas ações de marketing.

Agora você sabe o que é cada modelo de negócio e quais são as diferenças entre B2B e B2C. Entender o assunto é importante para ser capaz de avaliar melhor um empreendimento e definir as estratégias mais eficientes para uma empresa.

Que tal aprender a alavancar seu negócio? Veja como fazer a sua empresa decolar!