O marketing de conteúdo é uma estratégia dentro do marketing digital que consiste na produção de conteúdo para um público-alvo. Seu objetivo é o de atrair potenciais clientes de forma espontânea.

Por esse motivo, muito diferente do marketing tido como tradicional, o marketing de conteúdo não é invasivo e cria conexões muito mais profundas entre marcas e consumidores.

Em outra oportunidade falamos dos benefícios da produção de conteúdo para as empresas. Neste artigo queremos lhe ensinar a implementar estratégias de marketing de conteúdo na sua organização. Vamos lá?

6 passos para implementar estratégias de marketing de conteúdo

Em um primeiro momento você pode até pensar que as estratégias de marketing de conteúdo se resumem a produzir o conteúdo e a divulgá-lo em redes sociais e blogs empresariais. Esse pensamento é bem normal. No entanto, é por ter essa visão restrita que muitas vezes o investimento não traz resultados.

Para que suas ações de marketing de conteúdo rendam os frutos que você tanto escuta por aí, é preciso pensar cuidadosamente em todo o processo. A seguir elencamos um passo a passo que irá lhe ajudar:

1. Definição de metas

Pensar em estratégias de marketing de conteúdo é como pensar em qualquer outra estratégia para sua empresa: precisa ter objetivos. Duas coisas são importantes aqui:

  • Os objetivos têm que estar conectados com as metas da organização; e
  • Os objetivos devem ser traduzidos em indicadores para que possa ser realizado o devido acompanhamento.

Você pode até não achar, mas de todas as etapas de marketing conteúdo, esta é a mais importante. Será a partir dela que os profissionais envolvidos na produção dos materiais saberão o resultado que precisarão alcançar com o conteúdo que será distribuído.

Dois exemplos de metas comuns à estratégia são aumento nas vendas e reconhecimento da marca.

2. Definição da persona

Com objetivos definidos, chegou a hora de definir quem será o público a ser impactado. A questão é que, para que as estratégias de marketing de conteúdo sejam eficientes, não basta apenas delimitar um público de modo geral (como, por exemplo, pensando em homens ou mulheres de uma determinada classe social e de uma determinada faixa etária).

Esse tipo de delimitação do público é conhecido, dentro do marketing digital, de persona. Por exemplo, para o Airbnb a persona é o viajante que quer ter uma vivência de morador, não de turista. Partindo disso, a empresa publica conteúdo adotando pontos de vistas dos moradores, descrevendo seus lugares favoritos e o que fazem na cidade.

Para definir a persona do seu negócio é importante saber quais são as ansiedades e desejos dos seus clientes. Caso queira entender melhor como ocorre o processo de identificação da persona, sugerimos a leitura deste artigo.

3. Planejamento do conteúdo

Nesta etapa serão definidos os temas, os formatos, como será a divulgação e a frequência da mesma.

Com relação à definição do tema, deve-se levar em consideração a relevância do assunto para a persona definida na etapa anterior. É importante que todo conteúdo signifique algo para o público ao qual ele é dirigido, isto é, deve aliviar ansiedades, resolver problemas e/ou satisfazer desejos. Deve, portanto, gerar valor a quem o lê.

Sobre o formato, estratégias de marketing de conteúdo englobam artigos, releases, white papers, casos de sucesso, newsletter, infográficos, e-books, vídeos, webinars, podcasts e muitos outros. O ideal é variar e explorar diferentes formatos para que sua persona encontre diferentes opções.

Já no que diz respeito à divulgação, falamos dos diferentes estágios da jornada do consumidor. Esses estágios estão dentro do funil de marketing, e para cada fase há um tipo de conteúdo a ser explorado (entenda mais neste post).

Por fim, no planejamento de conteúdo deve-se decidir a frequência que seus materiais serão divulgados. Para isso, você pode elaborar um calendário.

4. Criação do conteúdo

Este é o momento de colocar em prática tudo que foi definido nas etapas anteriores. Bons profissionais de marketing sabem que um conteúdo de qualidade não é algo feito às pressas. É fundamental ter compromisso com o trabalho, pois uma campanha de marketing de conteúdo com materiais de baixa qualidade e irrelevantes podem colocar tudo a perder.

Existem empresas que optam por ter profissionais internos para desenvolvimento de conteúdo. Contudo, como é necessário uma equipe especializada e preparada para isso, na maioria dos casos é muito mais viável financeiramente – e muito mais assertivo – contratar uma empresa especializada nesse serviço.

Ao terceirizar a produção de conteúdo, organizações dos nichos de finanças, investimentos, negócios e empreendedorismo contam com redatores e revisores experientes, com um custo mais que teriam se investissem em profissionais internos dedicados à atividade. E com uma qualidade muito superior.

5. Distribuição do conteúdo

Não basta criar conteúdo de qualidade, é preciso que eles sejam divulgados e atinjam o público certo. Nesta etapa, os profissionais de marketing devem se certificar de que tudo que foi criado será encontrado pela persona.

A distribuição do conteúdo pode ser em mídia:

  • Própria: publicações corporativas, blogs, mídias sociais, e-mail marketing;
  • Paga: anúncios em redes sociais, banners, links patrocinados em sites de busca etc;
  • Conquistada: é o que ocorre quando um conteúdo é viralizado. A mídia conquistada não ocorre sozinha, pois para gerar a cobertura gratuita é necessário ter, pelo menos, a mídia própria.

6. Avaliação do marketing de conteúdo

Para saber se as estratégias de marketing de conteúdo deram certo, será necessário avaliar se a campanha atingiu as metas definidas na primeira etapa. Em outras palavras, neste passo deve-se responder a seguinte pergunta:

  • Quão bem-sucedida é a produção de conteúdo?

Além de verificar se as metas definidas anteriormente foram atingidas, você pode também avaliar algumas métricas. Veja as 9 métricas do marketing digital que você precisa conhecer.

Conclusão

Como você aprendeu neste artigo, estratégias de marketing de conteúdo requerem planejamento. Conforme procuramos mostrar, a produção de conteúdo vai muito além de produzir e distribuir materiais, uma vez que existem atividades de pré-produção e pós-distribuição.

E para que você tenha sucesso em criar conversas relevantes com seu público por meio de conteúdo, conte com uma equipe especializada. Para entender mais, veja como nós, da ABContent, trabalhamos. Converse com um de nossos consultores e saiba como poderemos lhe ajudar.